fbpx

23 anos sem Lady Di: vestido da vingança ‘cancelou’ família real – Lifestyle



Há exatos 23 anos, recebíamos a notícia da morte da Princesa Diana após a perseguição de paparazzis que culminou na tragédia sob o túnel da Ponte de l’Alma, em Paris. Mais de duas décadas após sua partida, um mundo que enfrenta novos arranjos sem abrir mão do culto às celebridades segue fascinado pela figura de Lady Di: mais do que a personalidade que midiatizou a família real britânica, a princesa permanece um ícone fashion que se transporta para os dias atuais. Foi essa a combinação que coroou o ‘fenômeno Diana’, em junho de 1994, após a separação do Príncipe Charles, quando um pretinho nada básico, apelidado ‘vestido da vingança’, balançou a imagem da Casa de Windsor na mídia.




Tudo começou quando Charles concedeu uma entrevista à televisão para suavizar sua imagem após o término com Diana. Além de romper com a ‘princesa do povo’, os boatos de traição com Camilla Parker Bowles não aliviavam o lado do príncipe. Em um documentário para a ITV, ele admitiu suas indiscrições, alegando que tentou ser fiel à Diana “até que o casamento se tornou irremediavelmente quebrado”. Nem é preciso dizer que, se a declaração tivesse sido feita em 2020, ela estaria no topo dos assuntos mais comentados do Twitter.




Para completar o ‘cancelamento’ momentâneo da família real, Diana reagiu à confissão de infidelidade em rede nacional de maneira totalmente inesperada pelo público. No mesmo dia, ela apareceu deslumbrante em um evento da Vanity Fair no Hyde Park, em Londres, usando um justíssimo vestido de seda ombro a ombro da estilista Christina Stambolian. Considerado ousado demais para um membro da família real, o look já estava no armário da princesa anos antes sem nunca ter sido usado. Na época, a atitude foi recebida como uma grande expressão de “eu não me importo”, dando início à uma fase mais independente de Diana e levando a opinião pública para o seu lado.




Em entrevista ao documentário da People “Os diários de Diana”, a editora sênior Brittany Talarico explicou o que a atitude da princesa representou: “É claro que Diana sabia que todos os olhos estavam voltados para ela. Ela não precisava dizer nada com palavras. Foi uma resposta da moda – aquele vestido se tornou sua mensagem clara para Charles e o mundo.”






A vingança de Meghan Markle










Ao que tudo indica, a mensagem se perpetuou por gerações. Não só as celebridades atuais também reproduziram versões dos seus próprios ‘vestidos da vingança’ após separações conturbadas, como a própria nora de Diana protagonizou um momento parecido dentro da família real. No início de 2020, quando Harry e Meghan anunciaram que se tornariam independentes, Meghan Markle apareceu no Festival de Música de Mountbatten usando um vestido Safyiaa vermelho que chamou atenção nos tablóides do mundo todo. Segundo a Vanity Fair, o look da nova persona non grata da monarquia britânica alçou os membros da família real ao status de “experts na arte de vestir-se para se vingar”.


Fotos raras do casamento da princesa Diana e o príncipe Charles vão a leilão nos EUA


Fonte: R7

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!