fbpx

A educação financeira e o consumo consciente andam de mãos dadas

Nesta última semana, compartilhei em minhas redes sociais uma questão de prova de Educação Financeira do Ensino Fundamental.

A pergunta, direta, mas longe de ser simples, poderia receber qualquer resposta: “É possível a gente ter tudo o que se quer? Pense sobre isso.”

A criança de nove anos que respondeu foi tão sincera que surpreendeu (e divertiu) todos que leram: “Não. Pois nossa Mãe não ca** dinheiro.” Virou meme instantaneamente.

A simplicidade e espontaneidade da criança chama atenção, pois todo mundo ouviu essa frase em algum momento da vida. Querer ter tudo o que se quer pode ser muito prejudicial, gerar frustração.

Como eu já disse por aqui, ter coisas dá trabalho. Quanto mais coisas você tiver, mais trabalho terá para mantê-las.

É importante buscarmos consumir com consciência não apenas para nossa saúde mental e financeira, mas também para a saúde do planeta que vivemos. Você já parou de verdade para pensar nisso?

A educação financeira e o consumo consciente são assuntos que andam de mãos dadas. Não há sustentabilidade financeira, emocional ou ambiental se as pessoas buscam o consumo desenfreado.

Felizmente, cada vez mais estamos vendo iniciativas que visam educar as pessoas para se organizar financeiramente e consumir de maneira equilibrada.

Na Europa e nos EUA essas ações já acontecem de forma mais intensa, com o movimento “slow consumption” e outros.

Aqui no Brasil, algumas iniciativas começam a chamar a atenção. Recentemente, o Reclame Aqui, um dos sites mais acessados do mundo, que atua como canal independente de comunicação entre consumidores e empresas, e a XPEED School, braço de educação financeira da XP Inc., uniram forças para contribuir de forma ativa na educação financeira dos consumidores brasileiros.

As duas gigantes lançaram uma gama exclusiva de cursos – desde o básico até o avançado – para ensinar os consumidores brasileiros não só a se organizarem financeiramente, mas também a investirem para aumentar seu poder de compra.

A meta do projeto é ambiciosa: levar educação financeira aos mais de 30 milhões de usuários e 400 mil empresas cadastrados atualmente no Reclame AQUI.

São nove cursos totalmente online e distribuídos em três trilhas preparadas e ministradas com grandes nomes do mercado financeiro.

O momento que estamos vivendo é, mais do que nunca, ideal para estabelecermos uma mudança de vida, um recomeço. Para começar a mudar hábitos e pensar em onde queremos estar nos próximos 10, 20 ou 30 anos.

Se tornar uma pessoa mais consciente com seus recursos e os recursos do planeta, cuidar do seu dinheiro, seu tempo e sua própria energia física são essenciais para a vida que você quer ter hoje e no futuro.

Pense na sua educação financeira como uma das ferramentas que vão te ajudar nessa caminhada. E acredite: é mais fácil do que você pensa!

Fonte: Infomoney

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais