fbpx

‘A gente mostrou a força do nosso grupo’, diz Varejão após brilhar pela seleção – Esportes

Autor de 22 pontos e nove rebotes no jogo em que a seleção brasileira desbancou o favoritismo da Grécia e venceu por 79 a 78, nesta terça-feira, em Nanquim, na China, Anderson Varejão foi o grande destaque do time nacional no confronto válido pelo Mundial de Basquete. O triunfo garantiu a classificação da equipe à segunda fase da competição, na qual também assumiu a liderança do Grupo F, com quatro pontos, antes de fechar campanha nesta chave na próxima quinta, contra Montenegro.

Ao comentar a segunda vitória brasileira em dois jogos – no último domingo superou a Nova Zelândia em sua estreia -, o ex-jogador do Cleveland Cavaliers e do Golden State Warriors destacou que o feito diante da seleção de Giannis Antetokounmpo, eleito MVP (jogador mais valioso) da temporada passada da NBA pelo Milwaukee Bucks, provou a força do time nacional.

“Vitória difícil. Eu acredito que ninguém aqui no ginásio acreditava que a gente pudesse ganhar e até muita gente no Brasil também não acreditava, mas o basquete é decidido dentro de quadra, são 40 minutos e se você desrespeitar o adversário, você vai ser surpreendido. Hoje a gente mostrou a força do nosso grupo, um grupo fechado, um jogando pelo outro, é uma sensação maravilhosa a gente ganhar um jogo desses que ninguém acreditava, mas nós acreditávamos”, ressaltou Varejão após brilhar contra os gregos.

Em seguida, o pivô já projetou o duelo com Montenegro, marcado para começar às 5 horas (de Brasília) de quinta-feira, em Nanquim. “Falamos antes do jogo (desta terça) que na quadra são cinco contra cinco, temos muita gente no banco querendo entrar e vamos pra cima dos caras. Sabíamos do potencial da Grécia, mas a gente também sabia do nosso, então fomos pra cima e conseguimos a vitória. Agora é manter o foco contra Montenegro para chegarmos fortes na próxima fase”, completou o brasileiro.

O ala Marquinhos, com 15 pontos, foi o segundo maior destaque ofensivo do Brasil na vitória sobre os gregos e exaltou a reação da equipe comandada pelo técnico Aleksandar Petrovic depois de fechar o segundo quarto do confronto em desvantagem de 40 a 30 no placar.

“O mau momento se deveu à qualidade da Grécia e também um pouco de insegurança nossa, saímos um pouco do padrão que a gente desenhou para a partida, mas depois que a gente conseguiu colocar a cabeça no lugar, respirar, a rotação encaixou, conseguimos atacar os pontos fracos deles, aí a gente teve uma eficiência muito grande, colocamos eles para jogarem cinco contra cinco, aí eles sofrem muito, e botamos pressão”, analisou Marquinhos.

O jogador também destacou o fato de que Petrovic seguiu acreditando na reação do Brasil após o desempenho ruim no segundo quarto do jogo, sendo que em certo momento da partida a equipe chegou a estar perdendo por 17 pontos de diferença.

“No segundo tempo a gente cresceu ofensivamente e eles sentiram muito. O Petrovic é um cara muito positivo. No intervalo ele falou: ‘Em três minutos a gente vai entrar no jogo’. E não demorou nem isso. A gente encaixou um time bem flexível, defendemos bem, corremos toda a quadra, o Alex atacou muito bem, abriu bem a quadra para os nossos chutadores e foi assim que conseguimos a vitória, sem nunca sair da nossa tática de jogo”, reforçou o ala.

Fonte: R7

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!