fbpx

Alberto Fernandez possui reprovação recorde na Argentina, segundo pesquisa | Crusoé

Desaprovação de Alberto Fernandez bate recorde na Argentina
Reprodução: iG Minas Gerais

Desaprovação de Alberto Fernandez bate recorde na Argentina

O presidente da Argentina
, Alberto Fernández (foto)
, alcançou seu pico de aprovação em abril de 2020, quando a população confiava que ele poderia protegê-la da Covid com medidas de isolamento social. Naquele mês, Fernández chegou a ter uma imagem positiva de 84,5%, contra uma desaprovação de apenas 12,7%, segundo pesquisa do instituto Zuban Córdoba.

Desde então, a desaprovação
do presidente peronista não para de subir. No final do ano passado, bateu 46%. Em abril deste ano, 50%. Na última pesquisa, a imagem negativa subiu cinco pontos e chegou a 55,8%.

Dois fatores explicam a insatisfação dos argentinos com o mandatário da Casa Rosada. O primeiro é o aumento das mortes por Covid
. Há dois meses, o número de mortos cresce. Hoje, o país registra diariamente uma média de 600 óbitos. “Apesar de parte da população já ter se vacinado, isso ainda não conseguiu reduzir o progresso da pandemia e, portanto, não ajuda a melhorar a avaliação do governo“, diz o pesquisador argentino Gustavo Córdoba, diretor do instituto Zuban Córdoba. “O outro problema é a inflação, que o governo não tem controlado e produz um efeito muito negativo.”

A baixa aprovação deve prejudicar os candidatos do governo na eleição legislativa deste ano. Apenas 33% dos argentinos falam que votarão em nomes apoiados pelo presidente Fernández
. Outros 51% declaram que votarão na oposição.

Fonte: Google News

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais