fbpx

AM: Assembleia aprova PL que permite reabertura de igrejas – Brasil


Radio Angola

Projeto precisa passar por sanção para conseguir reabrir igrejas no estado; previsão é até 28 de maio

A Assembleia Legislativa do  Amazonas
aprovou hoje, 06, projeto para reabrir igrejas
e templos religiosos no estado, além de considerá-los como essenciais. Se reabertos, locais seguem recomendações de distanciamento social. Decisão acontece durante crise da pandemia do novo coronavírus
. O estado é um dos mais afetados no Brasil com 8.109 casos e 2.093 mortes.

O projeto de lei nº 136/2020 veio do deputado estadual João Luiz (Republicanos) e teve subscrições por Delegado Péricles (PSL), Fausto Jr. (PV), Felipe Souza (Patriotas) e Josué Neto (PRTB). Se sancionado pelo governador Wilson Lima (PSC), a previsão é de que templos sejam abertos novamente no dia 28 de maio.

Segundo o texto, serão proibidas a entrada de alguns grupos de pessoas, sendo elas:

  • Idosos com 60 anos de idade ou mais;
  • Pessoas que tenham problemas de saúde;
  • Pessoas que tenham sintomas de gripe ou de Covid-19;
  • Pessoas que convivem com infectados pela Covid-19;
  • Crianças.

Ainda segundo o texto, a capacidade dos espaços deve ser limitada a 30% de sua lotação e as poltronas precisam ter um assento de distância para todos os lados. Ao fim das cerimônias, é preciso que hajam cuidados para que participantes não se aglomerem na saída.

Leia também: Prefeito de Manaus diz que rede de saúde do Amazonas entrou em colapso

No entanto, igrejas e templos que desrespeitarem as normas provisórias só poderão voltar a funcionar apenas após o fim das medidas de prevenção ao novo coronavírus.

O projeto pode ser considerado constitucional, já que o Artigo 5º do documento prevê inviolabilidade da liberdade de consciência e de crença, “sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias”.

Os votos dos deputados Serafim Corrêa (PSB) e Dermilson Chagas (PP) foram os únicos contra. Chagas classificou o projeto como contraditório durante discussão de lockdown
no Amazonas.

Corrêa afirmou que reabrir enquanto se quer evitar aglomerações é um grande erro. Abrir as igrejas no momento, segundo ele, é ir “na contramão da humanidade, da ciência e dos pesquisadores”. “Quero manifestar o meu respeito a todas as religiões, mas dizer que meu voto à medida é contrário”, disse.

Fonte: Google News

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!