fbpx

Anatel aguarda autorização de pedido para concurso com 271 vagas

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) ainda aguarda a autorização do governo para realizar um novo concurso. A assessoria de imprensa do órgão explicou que embora um novo pedido não tenha sido feito em 2019, a solicitação de 2018 segue em análise.

Ainda de acordo com a assessoria da Anatel, o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) solicitou ao órgão uma complementação do pedido já protocolado. Assim, no dia 22 de maio a agência reiterou a solicitação formulada em 2018.

Se for autorizado, o concurso terá uma oferta de 271 vagas. As oportunidades serão distribuídas por cargos de níveis médio e superior. Veja:

  • Técnico Administrativo — Nível médio — 73 vagas
  • Técnico em Regulação de Serviços Públicos de Telecomunicações — Nível médio — 64 vagas
  • Analista Administrativo — Nível superior — 43 vagas
  • Especialista em Regulação de Serviços Públicos de Telecomunicações — Nível superior — 91 vagas

Para as vagas de técnico administrativo, a remuneração atual é de R$R$7.474,67 e de R$7.846,37 para técnicos em regulação. Já as vagas de analista e especialista oferecem salários de R$14.265,57 e R$15.516,12, respectivamente. Os valores já contam com o auxílio-alimetação de R$458.

Prepare-se para concursos públicos

O pedido, já com a complementação feita em 2019, será encaminhado ao Ministério da Economia. Caberá a eles autorizar ou não a realização do concurso.  

Somente após essa autorização a Anatel poderá dar início aos trâmites pré-edital, que consistem na formação da comissão do concurso e a escolha da banca organizadora.  A última seleção para a autarquia foi realizada em 2014.

+ Pedidos de concurso das agências reguladoras somam mais de 700 vagas

+ Como funciona concurso público? Descubra agora!

Anatel
Concurso Anatel terá vagas de níveis médio e superior
(Foto: MCTIC)

Concurso Anatel 2014 ofertou 100 vagas

O concurso de 2014 contemplou as mesmas vagas solicitadas pela Anatel em 2018. Foram oferecidas 100 oportunidades.

Desse total, 20 foram destinadas ao cargo de técnico administrativo, nas áreas de Administração e Comunicação; e 12 para técnico em regulação de serviços de telecomunicação.

Para nível superior foram oferecidas 20 oportunidades para analista administrativo, nas áreas de Arquitetura, Direito e Engenharia Civil; e 48 para especialista em regulação de serviços de telecomunicação, nas especialidades de Economia, Contabilidade, entre outras.

Os candidatos foram avaliados por meio de provas objetiva, discursiva e de títulos. A prova objetiva foi composta por 120 questões, dividas pelas disciplinas de Conhecimentos Básicos (50) e Específicos (70).

A validade do concurso encerrou em 2017, após prorrogação. Isso reforça ainda mais a necessidade de uma nova seleção, visto que o órgão não dispõe de um cadastro de reserva válido para preenchimento de vacâncias.

Os 13 passos de um concurso público. Entenda!

window.fbAsyncInit = function() {
FB.init({
appId : ‘180736722358672’,
xfbml : true,
version : ‘v2.8’
});
FB.AppEvents.logPageView();
};

(function(d, s, id){
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) {return;}
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src = “http://connect.facebook.net/en_US/sdk.js”;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Fonte: Google News

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!