fbpx

Após 12 jogos sem atuar, Calegari se destaca em vitória do Fluminense e mostra que pode brigar por vaga

Após conquistar a vaga na lateral direita em 2020, Calegari iniciou a temporada com o rendimento em queda. Com a chegada de Samuel Xavier, o jogador foi colocado no banco de reservas quase de imediato, e pouco participou do Brasileiro, da Copa do Brasil e Libertadores. Na vitória por 2 a 1 sobre o São Paulo, o Moleque de Xerém não só foi titular, como demonstrou segurança para disputar a posição.

Calegari foi bem na vitória do Fluminense sobre o São Paulo, no Brasileirão (Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC)

Foto: Lance!

Contestado no início da campanha pela queda de rendimento, a lateral direita se revelou um ponto fraco do time em 2021. As atuações do jogador mais jovem deixavam a desejar, tanto na marcação, quanto na capacidade de se movimentar e criar oportunidades para o grupo. Assim, o Fluminense contratou Samuel Xavier, que logo ocupou a vaga no lado direito.

Antes da 20ª rodada do Brasileirão, a última vez que Calegari esteve em campo foi na derrota para o Grêmio, quando o ex-técnico Roger Machado utilizou o time alternativo. Ao todo, o jovem fez apenas 23 dos 50 jogos do Fluminense na temporada, totalizando 1774 minutos, sendo a maioria deles com o elenco reserva. Por isso, a escalação contra o time paulistano surpreendeu.

– O Samuel (Xavier) vinha com muita minutagem. Hoje, nosso estafe entendeu que precisou do Calegari. Todos os jogadores estão preparados, e ele estava. Tanto que fez uma excelente partida. A gente confia no trabalho dele – afirmou Marcão em entrevista coletiva após a partida no Maracanã.

Auxiliando o setor defensivo, Calegari organizou a saída de bola e recuperou a posse em áreas importantes, além de fazer boa movimentação pelo campo e dar opções de passe para os companheiros. De acordo com o “SofaScore”, o lateral fez dois cortes, seis interceptações e um desarme. Além disso, acertou dois de três dribles que tentou, seis bolas longas em nove tentativas e teve 86% de precisão nos 87 passes.

Desta forma, Calegari aproveitou a oportunidade ao demonstrar que pode voltar ao desempenho da última temporada, quando era essencial ao time. Assim, o que poderia ser algo pontual tem capacidade de se tornar mais uma mudança na formação de Marcão.

Agora, o Fluminense volta as atenções para a Copa do Brasil. Na quarta-feira, às 19h, a equipe enfrenta o Atlético-MG, fora de casa, depois de perder por 2 a 1 no Maracanã. No Brasileiro, os cariocas enfrentam o Cuiabá na segunda-feira.

*Estagiária sob a supervisão de Luiza Sá

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais