Arcebispo australiano acusado de acobertar casos de abuso sexual renuncia

Philip Wilson, de 67 anos, foi condenado em maio por não comunicar à polícia abusos cometidos pelo padre James Fletcher

Por
Reuters

access_time

30 jul 2018, 09h10 – Publicado em 30 jul 2018, 09h08

Cidade do Vaticano – O arcebispo australiano Philip Wilson, o mais alto clérigo católico do mundo a ser considerado culpado de acobertar casos de abuso sexual infantil na Igreja Católica, renunciou ao cargo, informou o Vaticano nesta segunda-feira.

O Vaticano disse que o papa Francisco aceitou a renúncia.

Wilson, de 67 anos, foi condenado em maio por não comunicar à polícia abusos cometidos pelo padre James Fletcher depois de ter sido informado em 1976 por duas vítimas, uma delas um coroinha que o contou dentro de um confessionário.

http://platform.twitter.com/widgets.js(function(d){var id=”facebook-jssdk”;if(!d.getElementById(id)){var js=d.createElement(“script”),ref=d.getElementsByTagName(“script”)[0];js.id=id,js.async=true,js.src=”https://connect.facebook.net/pt_BR/all.js”,ref.parentNode.insertBefore(js,ref)}})(document)

Fonte: Exame

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: