fbpx

Archewell também será marca comercial de Harry e Meghan


Os Duques de Sussex registraram Archewell também como uma marca comercial, segundo informa a imprensa inglesa. Príncipe Harry e Meghan Markle solicitaram a inclusão da marca para ser usada em ‘programas de televisão e filmes’. De acordo com o jornal Daily Mail, o casal real enviou documentos ao Escritório de Propriedade Intelectual em Londres, oferecendo uma ampla gama de empreendimentos em potencial sob o nome da fundação de caridade que estão desenvolvendo. 


“Eles também listaram nos documentos, ‘conteúdo de entretenimento digital’, ‘site com informações no campo da aptidão física’ e ‘site com informações no campo da nutrição, saúde geral e saúde mental’. 


Uma fonte disse: “Archewell será enorme. Harry e Meghan o usarão para apoiar muitas causas pelas quais se sentem apaixonados”.


No mês passado, os duques tentaram fazer esse mesmo registro nos Estados Unidos, porém seu pedido foi rejeitado pelas autoridades locais, supostamente porque seus planos eram ‘vagos demais’ e o formulário de inscrição ainda não havia sido assinado.


 


Príncipe Harry diz que sua mãe apoiaria o Black Lives Matter

Príncipe Harry acusa imprensa de intimidar Meghan Markle


Encerram antiga fundação


 


Segundo a revista Newsweek, o Príncipe Harry e Meghan Markle apresentaram documentos oficiais esta semana à Companies House para dissolver a fundação real Sussex Royal, após a Rainha Elizabeth II proibir os Duques de Sussex de usarem a marca ‘royal’ em seus projetos. Por enquanto o casal mudou seu foco para o esquema de ecoturismo do príncipe, ‘Travalyst’.


A empresa – que foi criada de forma independente – espera ajudar a indústria do turismo mais afetada a sobreviver à crise do coronavírus. A notícia sugere que Meghan e Harry encerraram oficialmente sua instituição de caridade Sussex Royal.


Os Duques de Sussex cancelaram sua organização de caridade após a decisão da rainha de que Harry e Meghan não podem mais usar a palavra ‘realeza’ ‘royal’ em sua marca.


Uma fonte disse à revista: “Após anúncios anteriores de que o duque e a duquesa não usarão o nome ‘Sussex Royal’ e não continuarão com uma fundação em seu nome, a documentação foi arquivada na Companies House e na Charity Commission para fechar formalmente essa instituição. Isso aparecerá no registro público online nos próximos dias. A instituição entra formalmente em um período de ‘liquidação com solventes’. 


Alega-se que o casal, que deixou a família real no início deste ano, quer se concentrar em novos empreendimentos no futuro. 


Isso inclui o Travalyst, liderado por Harry, que reuniu algumas das maiores operadoras do setor de viagens – incluindo Visa, Booking.com e Skyscanner – para ajudar os viajantes a escolher opções de baixa emissão de carbono com mais facilidade e escolher destinos que levarão mais benefícios às comunidades locais.

(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src = “https://connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.7”;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Fonte: O Fuxico

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!