fbpx

Atualidades: O que estudar sobre tráfico de animais

O tráfico de animais é uma prática criminosa que consiste na retirada dos mesmo da natureza para comércio ilegal. Ocorre de modo recorrente no Brasil e, por isso, surge como tema para questões de vestibulares e do ENEM com força total.

Para se ter ideia, de acordo com a ONU – Organização das Nações Unidas, o tráfico de animais só não gera mais dinheiro que o tráfico de armas e drogas.

Entenda melhor o tema nos tópicos a seguir.

Tráfico de animais no Brasil

O tráfico de animais no Brasil é intenso, ocasiona a retirada de aproximadamente 38 milhões de bichos da mata, sendo destinados 4 milhões para venda ilegal. De acordo com números do IBAMA – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis.

Este elevado número de animais retirados de seu habitat natural coloca em risco de extinção um elevado número de animais, e desencadeia a exploração econômica das matas e florestas.

Os animais apreendidos no Brasil, em grande parte, se tornam produtos em nosso território. A captura deles ocorre principalmente nas regiões Norte, Nordeste, assim como Centro-Oeste.

Ou seja, os biomas mais afetados são o Amazônia, Cerrado, Caatinga e Pantanal, regiões nas quais possuem extensa fauna. A pratica ilegal é um grande problema a ser combatido em nosso país.

Animais em extinção

Quanto mais difícil para encontrar, mais valioso fica o animal. E por isso, os animais em extinção podem atingir um valor de venda bem alto.

Desta forma, espécies como a Arara-Azul, por exemplo, são tidas como verdadeiros tesouros, podendo a chegar a verdadeiros números astronômicos, principalmente quando a venda é feita para colecionadores.

Porém, outros tipos de animais, que possuem um valor mais baixo, também são vítimas de comércio ilegal, como é o caso de tartarugas, aves, saguis, entre outros.

Listamos abaixo uma lista com as espécies de animais silvestres mais procuradas pelo tráfico:

  • Arara-azul
  • Arara-azul-de-lear
  • Arara-vermelha
  • Papagaio-da-cara-roxa
  • Jaguatirica
  • Mico-leão-dourado
  • Tucano
  • Cascavel
  • Jiboia
  • Cobra coral-verdadeira

Tipos de tráfico

O tráfico de animais ocorre para atender diversos públicos, e por isso, podemos separar ele em quatro principais categorias de demanda.

Tráfico para colecionadores

Você Pode Gostar Também:

Os animais mais procurados por colecionadores, são os animais em extinção. Quanto mais raro, mais caro no mercado ilegal de animais.

Tráfico para fins científicos

Conhecido também como biopirataria, e como o próprio nome diz, é usada para fins científicos.

Tráfico para venda

Realizada de acordo com a demanda. Ou seja, estabelecimentos comerciais encomendam a compra e depois vendem os animais, lucrando uma verdadeira fortuna.

Tráfico para produção de subprodutos

Os animais são capturados e utilizados na produção de produtos. Utilizam-se penas, couro, peles, chifres, presas, entre outros. De maneira totalmente ilegal, muitas vezes para criação de roupas, tapetes, jóias, etc.

Compra legal de animais silvestres

A compra de animais silvestres pode ocorrer de maneira legal, o que muita gente não sabe. Entretanto, deve-se respeitar alguns requisitos. Por exemplo:

  • O animal precisará possuir uma identificação definitiva como um microchip ou uma anilha fechada, ambos sob a pele do animal.
  • O processo de compra e venda acontece por meio de nota fiscal com os dados de ambas as partes comerciante, animal e comprador.

Tráfico de animais – Como denunciar?

Em território brasileiro as denúncias podem ser feitas através da polícia ambiental e do IBAMA.

Caso identifique uma situação irregular com animais silvestres, Você poderá realizar uma denuncia de maneira anônima se preferir.

Para entrar em contato com o IBAMA você pode ligar no número: 0800 61 8080, caso prefira, você pode mandar um email para: [email protected]

Vale frisar, que caso presencie estas atividades ilegais, é importante que passe o máximo de informações que puder, como o local que está acontecendo o fato, placa de veículos, características dos indivíduos envolvidos, quais os tipos animais, entre outras informações.

Importante ressaltar também, que caso presencie um animal perdido, em via pública ou outro local, entre em contato com as autoridades locais. Não tente de maneira nenhuma resgatar o animal.

E então, o que achou do artigo?

Não deixe de ler também outro com relevância atual – Atualidades: Panorama geral sobre maus-tratos aos animais

Fonte: Google News

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!