fbpx

Autorizado com iniciais de R$ 19 mil

Está de olho no concurso do Senado Federal? Uma ótima notícia saiu esta semana: o certame teve aval autorizado com 40 vagas. Destas, 24 são para policial legislativo federal. A função é uma das mais almejadas porque exige apenas ensino médio completo e oferta ganhos iniciais de aproximadamente R$ 19 mil.

Além disso, outro ponto positivo para ocupação do cargo é que diferente das Polícias Militar e Civil, a Polícia Legislativa Federal não exige altura mínima, idade máxima ou requisitos quanto a tatuagens. Ademais da escolaridade, basta que o candidato possua Carteira Nacional de Habilitação na categoria “B” ou superior.

Publicada a autorização do concurso, o próximo passo foi a nomeação da comissão organizadora do certame pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre, o que ocorreu no Diário Oficial de 4 de outubro, um dia após o aval. O grupo ficará responsável por elaborar as questões de prova e por corrigi-las.

O presidente do Senado ainda deverá aprovar as instruções para o concurso do Senado e homologará as classificações dos participantes. Os candidatos poderão ser convocados durante o prazo de validade da seleção, segundo ainda a portaria autorizativa.

Falta de servidores

Conforme a portaria publicada no Diário Oficial, a autorização do concurso foi concedida em razão dos cargos vagos e o crescente número de  servidores que estão se aposentando. O que atualmente poderia trazer riscos às atividades do Senado.

Hoje existem 3.691 servidores comissionados e 2.915 terceirizados no Senado Federal. Somando-se aos 2.130 efetivos há um total de 8.736 pessoas atuando na Casa, além de 523 estagiários e 135 aprendizes. Os números foram informados pelo senador Lasier Martins (Pode RS), segundo vice-presidente do Senado.

Salário e jornadas de trabalho policial legislativo federal

A remuneração inicial para o cargo é de R$ 19.573,46. Porém, em razão das progressões na carreira, servidores da classe especial recebem até R$ 22.153,26. Tais valores estão em vigor desde janeiro de 2018.

Em relação às jornadas de trabalho, há algumas possibilidades. Os policiais poderão trabalhar em escala de 24×72. Isso quer dizer que o profissional trabalha 24 horas ininterruptas e folga por 72 horas.

A segunda opção é a escala de 12×36, no entanto, neste caso é necessário seguir uma regra específica. O policial trabalha nos dias pares em uma semana e ímpares na outra, levando em conta os feriados. O expediente é de 7 horas corridas.

Último concurso Polícia Legislativa Federal

A última seleção para a carreira de policial legislativo no Senado aconteceu ao final de 2011, e por não haver tempo hábil naquele ano, as etapas do certame se estenderam para 2012.

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) foi responsável pelo certame que ofertou 25 vagas para candidatos dos sexos masculino e feminino.

Após ter validade prorrogada por mais dois anos, até 2014, a vigência do concurso expirou em 2016. A concorrência no certame foi alta, foram registradas 23.435 inscrições, o que resultou em 937 candidatos por vaga.

Ou seja, os interessados devem começar a estudar o quanto antes para terem bom resultado para aprovação.

Etapas concurso Polícia Legislativa Federal

Ainda que o edital não tenha sido divulgado, interessados em participar do concurso Senado Federal 2019 podem se preparar com base na seleção anterior.

  • Prova objetiva e discursiva, de caráter eliminatório e classificatório;
  • Prova de aptidão física, de caráter eliminatório;
  • Avaliação psicológica, de caráter eliminatório;
  • Investigação social e documental, de caráter eliminatório;
  • Curso de formação, de caráter eliminatório.

Importante lembrar que, por tratar-se de um concurso federal, as provas escritas foram realizadas no Distrito Federal e nas capitais dos 26 estados brasileiros. Contudo, as fases seguintes ocorreram apenas em Brasília – DF.

Provas concurso policial legislativo federal

Os candidatos foram classificados por meio de prova objetiva e discursiva, o conteúdo programático do exame objetivo versou sobre as seguintes disciplinas:

Já a prova objetiva consistiu em realizar uma dissertação elaborada em, no máximo, 30 linhas, a partir de tema proposto pela banca e relacionado à área de atuação.

Sobre a Polícia Legislativa Federal

A Polícia Legislativa Federal recebe o nome de polícia de ciclo completo. Ela cuida tanto da atividade de polícia ostensiva, evitando a prática de delitos nas dependências do congresso nacional, quanto da segurança orgânica, que é a segurança interna dos prédios do congresso.

Ademais, a polícia atual na área de investigação. Tanto na Câmara, como no Senado, existem delegacias responsáveis por dar prosseguimento a inquéritos policiais, termos circunstanciados, etc.

Todos os detalhes do último certame podem ser acessados no Edital concurso Senado Federal 2011 – Policial Legislativo.

Cargos autorizados concurso Senado 2019

Ademais das vagas para policial legislativo, confira também as autorizadas para outros cargos:

  • Técnico Legislativo, Nível II, padrão 21, na especialidade Policial Legislativo, com requisito de escolaridade de nível médio: 24 (vinte e quatro) vagas;
  • Advogado, Nível III, padrão 41, na especialidade Advocacia, com requisito de escolaridade de nível superior: 4 (quatro) vagas;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Administração, com requisito de escolaridade de nível superior: 2 (duas) vagas;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Arquivologia, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 (uma) vaga;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Assistência Social, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 (uma) vaga;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Contabilidade, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 (uma) vaga;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Enfermagem, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 (uma) vaga;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Informática Legislativa, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 (uma) vaga;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Processo Legislativo, com requisito de escolaridade de nível superior: 2 (duas) vagas;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Registro e Redação Parlamentar, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 (uma) vaga;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Engenharia do Trabalho, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 (uma) vaga;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Engenharia Eletrônica e Telecomunicações, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 (uma) vaga.

Confira na íntegra a Portaria autorizativa Edital Concurso Senado Federal 2019

Veja também: Como estudar para o concurso do Senado Federal? 

(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src = “http://connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.5&appId=504479536592672”;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Fonte: Edital Concursos Brasil

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!