fbpx

Bancas revelam novo protocolo para provas

Logo no início de 2020, a pandemia do novo coronavírus assolou o mundo inteiro e adiou planos, viagens, eventos e concursos. Apesar disso, editais continuaram saindo e algumas seleções por análise curricular, sem provas presenciais, principalmente para vagas temporárias para a área da saúde, também não pararam de acontecer. 

Após quase cinco meses de isolamento social no Brasil, estados e cidades começaram a flexibilizar alguns setores, e as bancas de concursos têm acompanhado e se concentrado no preparo de todos os cuidados e medidas necessárias para, em breve, realizar novas provas – algumas já com datas marcadas.

As Forças Armadas Brasileiras, por exemplo, após meses de adiamento, contam com exames agendados para os meses de agosto, setembro e outubro. A seleção para diplomatas também está com provas marcadas para o dia 30 de agosto em todas as capitais brasileiras.

O Ministério Público de Goiás, por sua vez, já realizou a etapa de exame psicológico no dia 17 de maio, enquanto as medidas ainda encontravam-se restritivas. O Cebraspe (Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos), banca responsável pela prova, conta que no local da avaliação foi disponibilizado álcool 70%, sabão líquido e papel-toalha nos banheiros. O distanciamento social, segundo a banca, também foi seguido à risca pelos candidatos. 

A experiência no meio da pandemia serviu como base para a banca, que realiza muitos concursos de âmbito nacional, estudar e planejar os procedimentos que serão utilizados e que podem ser melhorados para as próximas vezes. 

“Por ser a nossa primeira aplicação durante a pandemia, redobramos a atenção e a cautela na tomada de decisões. Uma das novidades foi elaborar um manual especificamente para os candidatos, indicando todos os protocolos que eles e nós iríamos seguir, para que a fase ocorresse com segurança”, diz o diretor de operações, Jorge Amorim.

O Cebraspe já tem provas marcadas para os dias 6 de setembro, 18 de outubro e 8 de novembro na aplicação da fase escrita dos certames do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) e da Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF), respectivamente. 

A Fundação Getúlio Vargas (FGV), tradicional banca de concursos espalhados pelo país inteiro, também informou quais medidas tomará com a retomada das provas. Segundo a FGV, lugares amplos e arejados serão prioritariamente escolhidos para a aplicação dos exames, com disponibilização de álcool em gel 70% e papel-toalha descartável para o uso de candidatos e funcionários. 

A permanência no local só será permitida mediante o uso de máscaras, que será conferido pela equipe logo na entrada, onde também será distribuído o equipamento de proteção individual para os desprevenidos. Haverá higienização do local e de superfícies antes e ao término de cada etapa, bem como o cuidado com a ventilação, especialmente nas salas de aplicação. Aglomerações de candidatos nos corredores também não serão permitidas.

A VUNESP (Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista) também relatou em nota que já estabeleceu um protocolo contra a COVID-19 para as aplicações de provas assim que o retorno for permitido pelo poder público. A banca ressalta ainda que estará sempre em atualização para novas normas sanitárias que forem estabelecidas e que todas as recomendações feitas pelos órgãos responsáveis serão seguidas, incluindo o uso de máscara e distanciamento social.

Fonte: Google News

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!