fbpx

Banco Central implantará sistema de pagamentos instantâneos; Entenda!

Recentemente, o Banco Central anunciou sua participação no sistema de pagamentos instantâneos. A entidade ficará responsável pela base de dados e a administração do novo sistema que funcionará como alternativa às transferências bancárias convencionais.

Essa nova modalidade funcionará dentro de alguns segundos, disponível 24h todos os dias da semana. Para isso, haverá a substituição das transações com dinheiro em espécie ou por meio de transferências bancárias (TED – Transferência Eletrônica Disponível – e DOC – Documento de Ordem de Crédito) e débitos por transações entre pessoas.

A medida é uma alternativa para dar continuidade à definição de seus modelos de negócios para o pagamento instantâneo por parte dos bancos e fintechs.

Hoje em dia, os pagamentos por transferência são feitos a partir de canais bancários, e são creditados no mesmo dia, caso a operação seja feita em dias úteis, entre os horários definidos pelos bancos de 6h30 às 17h. Além disso, os custos por transferência, geralmente inclusos no pacote de serviços, também será suspenso com os pagamentos instantâneos.

Ademais, haverá a redução de custos para empresas que recebem as transferências. Ou seja, por exemplo, no caso de um lojista, a redução no número de intermediários diz respeito a um menor custo de aceitação em relação às demais ferramentas de pagamento.

Assim, o estabelecimento comercial precisará apenas de um código único de identificação que por sua vez, reunirá todas as informações necessárias para que os recursos sejam transferidos imediatamente. Os  clientes poderão fazer a leitura dos códigos por meio de seus smartphones.

O Banco Central afirma que o procedimento será o mais simples possível, semelhante a um mero ato de selecionar uma pessoa na lista de contato do telefone celular. Será dispensado o procedimento de inserir incansáveis informações como número do banco, da agência e da conta e o CPF (Cadastro de Pessoa Física) do recebedor.

O sistema de pagamento instantâneo exigirá apenas inserir informações como número do banco, da agência e da conta e o CPF (Cadastro de Pessoa Física) do recebedor.

“O Banco Central vem atuando na liderança desse processo, com o objetivo de criar, de uma perspectiva neutra em relação a modelos de negócio ou participantes de mercado específicos, as condições necessárias para o desenvolvimento de um sistema de pagamentos instantâneos eficiente, competitivo, seguro, inclusivo e que acomode todos os casos de usos”, disse a instituição, em nota.


Fonte: Edital Concursos Brasil

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!