fbpx

Bayern é campeão da Champions e adia sonhos do PSG e de Neymar – Esportes



O Paris Saint-Germain chegou à final da Champions League disposto a fazer história, mas encontrou pela frente o poderoso Bayern de Munique. O time alemão adiou o sonho de Neymar e companhia e conquistou pela sexta vez o título da principal competição europeia, com uma vitória por 1 a 0 neste domingo (23), no Estádio da Luz, em Lisboa. Lewandowski, agora principal candidato ao prêmio de melhor jogador do mundo, passou em branco na partida em Portugal.


Um revés na competição mais importante do futebol europeu não significa automaticamente uma derrota também no The Best, o troféu que a Fifa entrega a cada temporada ao melhor jogador do mundo. Mesmo assim, o caminho de Neymar passa a ser um tanto mais difícil já que o destaque vai para o atacante polonês Lewandowski, que fez incríveis 15 gols em dez jogos.



Em sua terceira temporada com a equipe que colocou o seu nome na Torre Eiffel, o brasileiro estava inconsolável ao final da partida. Nas poucas imagens em que foi visto, apareceu com os olhos cheios de lágrima, consolado por companheiros e rivais. Daquele agosto de 2017 pra cá, a contratação do camisa 10 por 222 milhões de euros (cerca de R$ 820 milhões na época) era exatamente para levantar este troféu. O sonho foi adiado e ficou nas mãos de uma equipe agora hexacampeã.


Os dois protagonistas da decisão, Neymr e Lewandowski, tiveram suas primeiras chances em lances quase consecutivos, ainda na primeira etapa. O atacante do PSG parou nas mãos Neuer, enquanto o do Bayern acertou a trave de Navas. Outras oportunidades foram surgindo, mas sem que os atacantes brilhassem o esperado. Diferentemente do esperado para um jogo tenso, as coisas foram caminhando bem até o intervalo. Até o intervalo!


Logo nos primeiros minutos do segundo tempo, Goretzka e Gnabry acertaram Neymar em duas faltas duras — somente a última foi punida com cartão amarelo. Foi aí que o tempo fechou, ao ponto de Paredes tomar as dores do brasileiro e comprar a briga. Mas foi como se o time do técnico Hans-Dieter Flick estivesse se ajustando ao seu jogo. Do outro lado, os comandados de Thomas Tuchel ficaram alguns minutos dispersos.



O time bávaro aproveitou a falta de concentração do parisiense e marcou aos 14 minutos da segunda etapa. Coman apareceu atrás da defesa adversária e cabeceou firme para abrir o placar para o Bayern em Lisboa. Não demorou muito e os jogadores do PSG mostraram o seu total destempero. A equipe, ao invés de pressionar ainda mais no ataque, se perdeu em um ou outro pontapé.


Neymar até acertou uma canelada em Lewandowski, um confronto que não conta para o The Best.


Fonte: R7

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!