fbpx

Biden revoga decretos de Trump contra os apps chineses TikTok e WeChat

(Getty Images)

SÃO PAULO – O presidente americano Joe Biden revogou decretos que afetavam os aplicativos chineses TikTok e WeChat, de acordo com divulgação da Casa Branca nesta quarta-feira (9).

Biden assinou uma ordem executiva que coloca novos critérios para o Departamento de Comércio dos EUA avaliar “riscos inaceitáveis” de aplicativos. Um fator de risco seria esses apps serem desenvolvidos, fornecidos ou administrador por apoiadores de “adversários estrangeiros que ameaçam a segurança nacional, a política internacional e a economia dos Estados Unidos”. Outro risco seria a coleta de dados pessoais sensíveis.

Assim, o Departamento de Comércio dos EUA trabalhará com outras agências para elaborar recomendações para proteger as informações de consumidores americanos desses “adversários estrangeiros”. As recomendações podem incluir próximas ordens executivas e legislações com foco em redução de riscos.

O ex-presidente americano Donald Trump tinha emitido três ordens executivas para banir a operação desses apps em solo americano. As ordens proibiriam americanos de realizar transações no TikTok ou no WeChat, ou até mesmo de baixar os apps. A condição para o TikTok permanecer no país seria a venda para uma empresa americana.

As ordens de Trump não chegaram a vigorar. Segundo o jornal americano The Wall Street Journal, um acordo de venda da operação americana do TikTok para a Oracle acabou sendo arquivado com a chegada de Biden ao poder.

Para entender como operar na bolsa através da análise técnica, inscreva-se no curso gratuito A Hora da Ação, com André Moraes.

Fonte: Infomoney

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais