fbpx

Bolsonaro confirma liberação de saque de contas ativas

O presidente Jair Bolsonaro confirmou em entrevista coletiva na Argentina, a liberação de parte do saldo de contas ativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). A medida faz parte de um pacote de ações voltadas a impulsionar a atividade econômica.

A previsão é uma injeção de R$ 42 bilhões na economia a partir desses recursos. De acordo com Bolsonaro, “ A liberação deve ocorrer esta semana e é uma pequena injeção na economia”.

O governo também afirmou que serão liberados R$ 21 bilhões para o abono salarial PIS/Pasep pagos respectivamente a trabalhadores da iniciativa pública e privada. O que totalizará, com as duas medidas, uma injeção de R$ 63 bilhões na economia do país.

 O calendário de saques será de acordo com a data de aniversário dos correntistas. O valor liberado será limitado segundo o saldo total no fundo, sendo que quem tem até R$ 5 mil na conta ativa será liberado 35% do valor; 30% para quem tem entre R$ 5 mil e R$ 10 mil; e 10% para correntistas com saldo ativo a partir de R$ 10 mil até R$ 50 mil.

Qual é a diferença entre contas ativas e inativas FGTS?

Contas ativas FGTS: são aquelas vinculadas a contratos de trabalho vigentes, que recebem depósitos mensais pelo empregador.

Contas inativas FGTS: são vinculadas a contratos extintos que não tenham sido esvaziada no momento do término do período de trabalho por não ter se enquadrado em uma das regras de saque, como demissão sem justa causa, por exemplo.

Quanto o FGTS rende?

O FGTS é um dos piores investimentos que existem em razão de sua baixa rentabilidade. O rendimento do fundo perde até para a poupança que há 20 anos rende abaixo da inflação. Composto pelos depósitos realizados pelo empregador, o fundo apresenta valor proporcional a 8% do salário mensal e a rentabilidade é de 3% ao ano somada à TR (Taxa Referencial) que está zerada desde 2017.

Como consultar o FGTS?

O trabalhador pode consultar o saldo do FGTS, ou monitorar os depósitos feitos pelo empregador pela internet, SMS ou aplicativo. Para todas as opções é preciso fazer um cadastro rápido no site da Caixa e seguir as etapas apontadas abaixo:

  1. Informe o número do PIS/Pasep e selecione a opção “definir senha”;
  2. Confirme que aceita o regulamento;
  3. Preencha os seus dados pessoais;
  4. Cadastre uma senha. 

Após estes passos, você deve receber uma confirmação de cadastro logo poderá consultar o extrato na plataforma que preferir (internet, SMS ou aplicativo).

Se você é correntista da Caixa Econômica Federal tem o seu FGTS vinculado e pode usar o aplicativo do banco para fazer consultas.

Veja também: FGTS e PIS/Pasep: Governo deve liberar R$ 63 bilhões para saque


Fonte: Edital Concursos Brasil

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!