fbpx

Bombeiro relata quais teriam sido as palavras finais de Princesa Diana

Na última segunda-feira (22), Xavier Gourmelon, ex-sargento do Corpo de Bombeiros de Paris, contou quais teriam sido as últimas palavras da Princesa Diana. Em entrevista ao Daily Mail, ele disse: “Logo que me avistou [enquanto era socorrida], ela soltou um ‘meu Deus’ e perguntou o que tinha acontecido.”

Gourmelon também falou que a partir daí apenas segurou a mão da mãe de William e Harry e tentou acalmá-la, mas não ouviu mais nenhuma palavra da Princesa.

Em seguida, o ex-sargento afirmou que não tinha noção que a pessoa que socorria era Lady Di, pois ela estava ferida. “Ela [Diana] até parecia estar bem fisicamente, apenas com um ombro machucado, mas só fui saber quem era quando a levaram para o hospital”, relembrou.

Diana morreu horas depois por complicações de uma hemorragia interna. Seu então namorado, Dodi Al-Fayed, e o motorista que os conduzia, morreram no local do impacto em um túnel da capital francesa. Apenas o guarda-costas do casal, Trevor Rees-Jones, sobreviveu à tragédia.

“Mais tarde fui pro hospital, e a vi sem vida pela primeira vez, momentos após ter sido declarada morta”, relatou Xavier Gourmelon. “Diana estava completamente intacta, sem nenhuma marca ou cicatriz [no rosto] e sem maquiagem. Completamente natural, era uma mulher muito linda”, terminou ele.

Veja +: Fãs criticam caracterização de Kristen Stewart em filme sobre Lady Di

História marcada em documentário

Netflix está preparando uma sequência do documentário “Diana: In Her Own Words”, lançado em 2017, de acordo com o jornal Daily Mail. A plataforma vai lançar a sequência para comemorar o 25º aniversário de sua morte em 2022.

Dizem que o príncipe Charles está se preparando para mais revelações da princesa Diana nesse novo documentário, que está baseado em suas fitas de áudio inéditas.

O cineasta Tom Jennings afirmou que tem sete horas de gravações inéditas feitas por Diana para o biógrafo Andrew Morton para seu livro “Diana: Her True Story”, lançado em 1992.

Veja +: Princesa Diana recebe homenagem no Dia das Mães

Tom disse ao Daily Mail: “Há sete horas de fitas que Diana fez para Morton. Acabamos em nosso filme de duas horas usando apenas uma hora delas. Estamos falando um pouco sobre fazer algo para o próximo ano, que é o 25º aniversário da morte de Diana e também coincidentemente é o 30º aniversário do livro de Andrew Morton”, explicou.

No primeiro documentário, que foi lançado em 2017, Diana se abriu sobre seu ‘maior amor’, bem como suas lutas contra um transtorno alimentar e seu casamento fracassado com o príncipe Charles.

A Netflix relançou o documentário no ano passado após cenas chocantes que foram ao ar na série “The Crown“.

Veja +: Príncipe Harry mostra que segue os caminhos da mãe, Princesa Diana

Fonte: O Fuxico

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais