Brasil 100% no primeiro dia de Sula M18 e Pré-Olímpico

Foto: Sérgio Maureira

O Old Grangonian Club, em Santiago, no Chile, é o palco para o decisivo Pré Olímpico Sul-Americano Masculino, que vale 1 vaga nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020 e 2 vagas no Pré Olímpico Mundial (a repescagem). O torneio ainda vale para o Brasil vaga nos Jogos Pan-Americano Lima 2019 e, com isso, os Tupis têm a missão de irem às semifinais do torneio.

Enquanto isso, em paralelo, a Seleção Brasileira Feminina M18 encara o Sul-Americano da categoria no mesmo campo. Siga os placares dos dois torneios conosco em nosso Twitter e assista ao vivo aqui às partida:

Tupis: Robert Tenório (Poli), Daniel “Maranhão” Lima (Poli), Daniel Sancery (São José), Felipe Sancery (São José), Stefano Giantorno (São José), Laurent Bourda-Couhet (Band Saracens), Lorenzo Massari (Paragiabo, Itália), Lucas “Zé” Tranquez (Poli), André “Buda” Arruda (Desterro), Josh Reeves (Utah Warriors, EUA), Lucas “Tanque” Duque (São José), Moisés Duque (São José);

 

– Continua depois da publicidade –

Yarinhas: Agatha Cristina de Araujo (Jacareí), Anne Crystyan dos Santos (Guanabara), Camila Santos Carvalho (Guanabara), Giovanna Rodrigues (Jacareí), Kaly Yara Quirino (São José), Larissa de Carvalho (Curitiba), Maysa Fernandes (Curitiba), Mirella Bernardo (Jacareí), Naomy Gonçalves (Jacareí), Nicoly Gonçalves (USP), Renatha Scatamburlo (NAR, sem clube), Silvana dos Santos (Leoas) e Vitória Estivalet (Charrua);

 

Sábado 100%

O dia abriu com vitórias tranquilas dos favoritos, Colômbia e Argentina colocaram mais de 40 pontos de frente sobre Peru e Guatemala, e apesar de oferecer resistência, a Venezuela tampouco foi páreo para os Teros, que venceu por 36 a 0. O Chile mostrou o cartão de visita e fez o maior placar do dia, um contundente 51 a 0 sobre a Costa Rica.

A abertura da segunda rodada trouxe o primeiro duelo equilibrado do dia, com o Paraguai fazendo um grande jogo defensivo e abafando a surpresa colombiana, com o placar se mantendo a menos de um try de distância durante os 14 minutos. No final, os Jacarés tiveram a insólita ajuda dos Tucanes. No último lance, o jogador paraguaio tentou chutar a bola para fora para encerrar a partida sem sucesso, mas viu o defensor colombiano completar o serviço intencionalmente, para desespero de seus colegas, sacramentando o triunfo do adversário.

Depois de mais um passeio argentino, dessa vez sobre os Tumis, foi a vez de Brasil e Uruguai, fazendo o confronto muito disputado. Os Teros abriram o placar, mas Buda colocou os Tupis na frente no fim do primeiro tempo com uma boa infiltração pelo centro deixando dois marcadores para trás. Tanque ampliou no começo do segundo tempo com uma grande finta que deixou seu marcador plantado no chão, mas a reação do Uruguai foi rápida, com dois tries passando pelo meio da defesa brasileira, desfalcada por Massari que levou cartão amarelo no segundo try Tero. Com apenas 30s no relógio, o Brasil mostrou calma para conduzir a bola até seu campo de ataque e trabalhar a bola até abrir espaço na ponta, para Zé finalizar e garantir o primeiro triunfo do dia.

O confronto contra o Chile começou muito nervoso e aconteceu quase em sua totalidade na região central do campo, com muitos erros dos dois lados nos primeiros sete minutos que não geraram oportunidades de pontuar para nenhum dos lados. Se o jogo de mãos não funcionou, os Tupis usaram os pés muito bem, com Daniel Sancery fazendo um try após chute pelo alto da defesa e apoiando sem dificuldades, e recuperando os chutes de saída. Tanque mostrou sua experiência e tirou a concentração dos chilenos, que irritados, erraram muito com a bola em mãos, e mesmo com um homem a menos, os Tupis conseguiram administrar o relógio e criaram mais uma chance, ampliando com Maranhão mergulhando na ponta e selando a vitória sobre os badalados Condores.

Pumas e Jacarés venceram seus últimos jogos e encaminharam a classificação no grupo A, e no domingo todas as atenções se voltam para Chile X Uruguai, de olho na segunda vaga do grupo B e de Argentina X Colômbia, onde os Tucanes tentarão o milagre depois de um primeiro dia regular. Contra a Venezuela, o Brasil não teve dificuldades, abrindo rapidamente o placar com Felipe Sancery e Maranhão, e Sancery e Buda fecharam o placar no primeiro tempo, mas uma rara falha defensiva dos Tupis produziu o primeiro try venezuelano do dia. No segundo tempo, uma exclusão do lado venezuelano facilitou o trabalho dos Tupis, que ampliaram com Stefano (2x) e Massari. O cansaço do improvisado time venezuelano (composto por atletas do país que vivem no Chile, já que a seleção oficial não põde sair do país) impediu a equipe de levar o perigo e o Brasil selou a vitória com novo try de Massari e Moisés, o melhor resultados dos Tupis no dia.

 

TABELAS

Pré Olímpico Masculino – Qualificatório Sul-Americano para Tóquio 2020 – em Santiago, Chile

Grupo A: Argentina, Colômbia, Paraguai, Peru e Guatemala;

Grupo B: Uruguai, Chile, Brasil, Venezuela e Costa Rica;

 

*Horários de Brasília

Sábado, dia 29 de junho

15h30 – Colômbia 41 x 00 Peru

15h52 – Argentina 46 x 00 Guatemala

16h14 – Uruguai 36 x 00 Venezuela

16h36 – Chile 51 x 00 Costa Rica

 

17h33 – Colômbia 10 x 14 Paraguai

17h55 – Argentina 53 x 00 Peru

18h17 – Uruguai 15 x 19 Brasil

18h39 – Chile 53 x 00 Venezuela

 

19h36 – Colômbia 29 x 12 Guatemala

19h58 – Argentina 42 x 05 Paraguai

20h20 – Chile 00 x 14 Brasil

20h42 – Uruguai 50 x 00 Costa Rica

 

21h49 – Paraguai 24 x 07 Peru

22h11Brasil 55 x 07 Venezuela

 

Domingo, dia 30 de junho

13h22 – Paraguai x Guatemala

13h44 – Argentina x Colômbia

13h44Brasil x Costa Rica

14h06 – Chile x Uruguai

 

15h34 – Peru x Guatemala

15h56 – Venezuela x Costa Rica

 

17h10 – Semifinal – 1A x 2B

17h32 – Semifinal – 1B x 2A

17h54 – Disputa de 9º lugar – 5A x 5B

18h16 – Disputa de 7º lugar – 4A x 4B

18h36 – Disputa de 5º lugar – 3A x 3B

 

19h42 – Disputa de 3º lugar

20h04 – FINAL

 

Sul-Americano Feminino M18 – em Santiago, Chile

As Yarinhas mostraram que estão dispostas a iniciar uma trajetória vitoriosa também no M18. No primeiro dia de jogos, o Chile assustou no começo, mas o Brasil foi muito superior e levou a vitória por 32 a 10. No esperado duelo contra a Argentina, uma partida muito equilibrada onde a seleção fez a diferença no momentos de definição e venceu por 12 a 0, garantindo um lugar na final.

*Horários de Brasília

Sábado, dia 29 de junho

16h30 – Brasil 32 x 10 Chile

16h52 – Argentina 32 x 00 Paraguai

18h30 – Brasil 17 x 00 Argentina

18h52 – Chile 05 x 07 Paraguai

 

Domingo, dia 30 de junho

14h50 – Brasil x Paraguai

15h12 – Argentina x Chile

 

16h48 – 3º lugar

19h00 – FINAL

Fonte: R7

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: