fbpx

“Brasil está no fundo do poço por causa dos economistas”, diz Bolsonaro

(Antonio Cruz /Agência Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que o Brasil está no “fundo do poço” por causa de economistas, e não por sua causa.

“O Brasil está no fundo do poço dado aos economistas, e não ao capitão Jair Bolsonaro”, declarou na saída do Palácio da Alvorada, na manhã desta segunda-feira, dia 2.

Bolsonaro foi questionado sobre a previsão de déficit primário de R$ 124,1 bilhões em 2020, ante a previsão do ministro Paulo Guedes na campanha de zerar o déficit em 2019.

“Pergunta para o Paulo Guedes, eu não manjo nada de economia. Nada. Zero”, disse. “Quem manjava, a tal de Dilma Rousseff, arrebentou o Brasil”, afirmou, citando a ex-presidente petista.

Ida à ONU

Bolsonaro também comentou hoje sobre a cirurgia a que será submetido, desta vez para correção de uma hérnia incisional, que surgiu em decorrência das intervenções cirúrgicas após ter sido vítima de uma facada, em setembro de 2018. “Toda cirurgia é um risco, mas essa, com relação às últimas três, vai ser a menos invasiva, que oferece menor risco”, disse.

No sábado, o presidente acompanhará o desfile militar de 7 de Setembro, pela manhã, em Brasília, e à tarde segue para São Paulo. A intervenção será no domingo (8). A urgência na realização do procedimento, segundo Bolsonaro, é para que ele se recupere a tempo de viajar para a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), no dia 22 de setembro.

“Eu vou comparecer à ONU nem que seja em cadeira de rodas, em maca, porque eu quero falar da Amazônia, mostrar para o mundo com bastante conhecimento, com patriotismo, falar sobre essa área ignorada por tantos governo que me antecederam”, disse Bolsonaro sobre a crise internacional que envolve as queimadas e o desmatamento na Amazônia Legal. 

De acordo com Bolsonaro, está tudo certo para sua participação na reunião de líderes sul-americanos, na sexta-feira (6), em Leticia, na Colômbia, onde devem discutir uma política única de preservação da Amazônia e de exploração sustentável da região. Hoje (2) e amanhã (3), uma comitiva ministerial se reúne com os governadores da Amazônia Legal para, segundo o presidente, colher dados na busca de soluções para a região.

(Com Agência Brasil e Agência Estado)

Quer receber as próximas edições da pesquisa XP/Ipespe na íntegra, além de insights exclusivos sobre política? Basta deixar seu e-mail no campo abaixo:

Fonte: INFOMONEY

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!