fbpx

Brasil vai enfrentar os Barbarians, a seleção mundial de rúgbi, no Morumbi

A equipe dos Barbarians, considerada a seleção do mundo do rúgbi, vai fazer uma partida pela primeira vez contra o Brasil no estádio do Morumbi, em São Paulo. O evento é semelhante ao que foi realizado no ano passado, quando os All Blacks Maori, da Nova Zelândia, vieram para o País. Desta vez os Tupis vão enfrentar uma espécie de “Dream Team” mundial da modalidade, o time dos sonhos. Os ingressos começam a ser vendidos neste sábado.

“Para nós, que almejamos chegar neste primeiro escalão de melhores do mundo, é muito importante jogar contra eles. Estamos em um processo de profissionalização do esporte e esse tipo de jogo traz esse caminho mais cedo para nós, pois faz a gente estar habituado a este nível. Vamos jogar contra superprofissionais”, comenta Moisés Duque, jogador da seleção brasileira de 15.

VENDA DE INGRESSOS PARA BRASIL X BARBARIANS NO RÚGBI

O duelo será no feriado de 20 de novembro, quando se celebra do Dia da Consciência Negra, às 19h30. “A gente quer sempre ter um evento grande de rúgbi por ano. Começamos no ano passado com os All Blacks Maori e a gente decidiu elevar um pouco o nível do jogo que vamos fazer agora”, explica Agustin Danza, CEO da Confederação Brasileira de Rugby.

A vinda inédita dos Barbarians é um marco no rúgbi nacional, pois esse selecionado costuma enfrentar somente times que estão no Top-10 do ranking mundial. Eles vão encarar o Brasil poucos dias depois do encerramento da Copa do Mundo no Japão. Como é formado por atletas de diversas nacionalidades, é certeza que no Morumbi estarão jogadores que terão sido campeões mundiais, vice ou chegado longe no torneio.

“É a seleção dos melhores jogadores do mundo, que se reúne há 120 anos. Um jogador ser convocado para vestir a camisa dos Barbarians é uma das maiores honrarias que existem. Todo mundo conserva a camisa, coloca em um quadro, porque realmente para você ser chamado precisa estar entre os dois ou três melhores de sua posição no mundo”, afirma Agustin.

Os valores envolvidos para a vinda dos Barbarians para o Brasil não foram divulgados, mas segundo a CBRu o custo equivale a passagens aéreas e seguro dos atletas, que vão ficar em hotel 5 estrelas, terão academia e campo de treinamento à disposição, além de transporte e alimentação. O grupo conta com 36 pessoas, entre jogadores e comissão técnica.

Quando trouxe os All Blacks Maori para atuar no Morumbi, a entidade acabou tendo lucro que foi equivalente ao valor de um patrocínio de tamanho médio. Mas para além do lado financeira, a CBRu também está colocando a seleção brasileira no cenário internacional das grandes potências. O fato de uma equipe histórica de rúgbi ter aceitado vir ao Brasil pela primeira vez é reflexo do crescimento da modalidade no País.

CONHEÇA OS BARBARIANS

“É um time muito bom e uma oportunidade de trazer para o Brasil os melhores jogadores do mundo que vão ter acabado de disputar a Copa do Mundo de rúgbi semanas antes. Então vamos ter aqui campeões do mundo, finalistas, grandes nomes que assistimos pela televisão, jogando no Morumbi. Será uma ótima oportunidade para crescer ainda mais a modalidade no País”, lembra Agustin.

Ele explica que o treinador que convoca é sempre aquele que é considerado o melhor técnico do momento. Então pode ser dos All Blacks, ou o treinador do País de Gales. “Eles são um time super competitivo, que entra em campo para ganhar, e a gente espera ter um grande jogo contra eles. Certeza de que teremos europeus dos principais países, como Inglaterra, Irlanda, Gales e França, da Nova Zelândia, África do Sul, Austrália e até Argentina deve ter alguns. Serão jogadores dos melhores seis ou oito países do mundo.”

O sonho do dirigente é que um dia um atleta brasileira possa ser convocado pelos Barbarians. “Isso vai acontecer e podemos sonhar que isso ocorra em uns 10 anos. Queremos ter um brasileiro entre os melhores do mundo em sua posição. Seria uma grande honra para o rúgbi brasileiro”, diz Agustin. Para Moisés Duque, será uma oportunidade única enfrentar os rivais. “É o dream team do mundo. São super atletas e queremos chegar nesse nível. Nada mais justo que enfrentar eles e ir se acostumando. É o caminho certo para nós.”

O evento terá apoio da Prefeitura de São Paulo, via Secretaria Municipal de Turismo, e patrocínio do banco que é parceiro da CBRu. “Primeiro vamos abrir um período de pré-venda para clientes Bradesco, que vão ter um desconto especial, e depois abre para todo mundo”, revela Agustin, empolgado por poder trazer mais uma grande equipe para o Brasil.

Os ingressos para a partida de rúgbi entre Brasil e Barbarians começam a ser vendidos neste sábado, a partir das 10 horas (de Brasília), no site www.barbariansnobrasil.com.br. Em um primeiro momento, apenas clientes Bradesco poderão adquirir os bilhetes, que custam a partir de R$ 25 (meia) e R$ 50 (inteira) no 1.º lote. A venda para o público em geral será a partir do dia 4 de setembro.

  • separator

Fonte: TERRA

Jornais Virtuais