fbpx

Butantan quer aplicar CoronaVac em crianças e adolescentes

Caixas da vacina contra Covid-19 CoronaVac na sede do laboratório Sinovac em Pequim REUTERS/Tingshu Wang

Foto: Reuters

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu uma solicitação do Instituto Butantan nesta sexta-feira, 30, para ampliar a faixa etária de indicação da CoronaVac no País.

Com o avanço da vacinação, o Butantan quer incluir o público de crianças e adolescentes na faixa de 3 a 17 anos de idade na bula da vacina.

São Paulo deve começar a imunizar menores de 18 anos em agosto, anunciou no início deste mês o governo do Estado.

Desde o dia 17 de janeiro, o uso emergencial da vacina contra a covid-19 está autorizado no Brasil para pessoas com 18 anos de idade ou mais. Na ocasião, minutos após a aprovação da Anvisa para aplicação no público adulto, a enfermeira Mônica Calazans se tornou a primeira pessoa a ser imunizada com uma dose da CoronaVac no País.

A solicitação para a inclusão de uma nova faixa etária para ampliação de uso da vacina, informou a Anvisa, deve ser feita pelo laboratório responsável pelo imunizante. Para incluir novos públicos na bula, o laboratório precisa conduzir estudos que demonstrem a relação de segurança e eficácia para a faixa etária desejada. Esses estudos podem ser conduzidos no Brasil ou, como foi feito no caso da CoronaVac, em outros países.

Até então, a única vacina contra a covid-19 aprovada para menores de 18 anos no Brasil é a Comirnaty, da Wyeth/Pfizer, que tem indicação em bula para uso a partir de 12 anos de idade. Já a Janssen, braço farmacêutico da Johnsson & Johnsson, recebeu autorização da Anvisa para realizar estudos da vacina fabricada pela marca com menores de 18 anos. Os estudos estão em andamento.

No dia 11 de julho, o governador de São Paulo, João Doria, anunciou que prevê iniciar a imunização dos adolescentes de 12 a 17 anos a partir do mês que vem. A iniciativa é vista como positiva por especialistas em saúde, que defendem que expandir a vacinação contra a covid-19 para esse público é importante para a imunização geral e também com o objetivo de agilizar a volta às aulas.

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais