fbpx

Caixa desrespeita decreto e coloca vida de beneficiários em risco

Mesmo com a Prefeitura baixando um decreto prevendo punição a bancos que permitirem aglomerações, as agências da Caixa Econômica Federal, em Cuiabá, continuam permitindo filas quilométricas e expondo beneficiários e trabalhadores ao coronavírus.

 

Nesta terça-feira (5), as agências da Capital amanheceram mais uma vez com aglomerações de pessoas em busca do saque do auxílio emergencial do Governo Federal.

 

No dia 28, o prefeito Emanuel Pinheiro baixou um novo decreto que permite multar agências bancárias e lotéricas que não cumprirem regras de biossegurança.

 

Pela manhã a agência localizada na Avenida Lava Pés, no Bairro Duque de Caxias, a fila já estava virando o quarteirão.

 

Em outra agência da Caixa, na Avenida Tenente Coronel Duarte, a Prainha, a situação não era diferente. Centenas de pessoas aguardavam na fila sem respeitar a distância mínima de 1,5 metro, correndo o risco de contaminação.

 

A única coisa que a Prefeitura pode fazer é autuar as agências e multá-las, segundo a assessoria de imprensa.

 

Na cidade paulista de Tupã (SP), o prefeito Caio Aoqui (PSD) tomou uma atitude. Ele interditou metade da rua em frente à agência, ergueu uma tenda com cadeiras e distanciamento. Assim, o beneficiário passou a ter mais conforto e correr menos riscos.

 

Sem funcionários

 

De acordo com o presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários (Seeb), Clodoaldo Barbosa, a Caixa não possui funcionários suficientes para dar conta da demanda.

 

Ele explicou que, desde 2016, o banco sofre um processo de preparação para a privatização fazendo com que os concursos públicos para bancários sejam insuficientes.

 

“Nós temos 2.800 bancários em todos os bancos do Estado. A Caixa vinha sendo preparada para privatização, com aposentadorias e sem concurso público. O número que temos de trabalhadores é insuficiente para atender essa demanda”, afirmou Barbosa.

 

Ele ainda disse que o sindicato tem pedido para o Governo Federal e a administração do banco que também forneçam o pagamento do auxílio em outros bancos como forma de resolver o problema de longas filas.

 

“Nós entendemos que precisa descentralizar e desafogar um pouco a Caixa, tirar esse peso das costas dos empregados da Caixa e passar para os demais bancos. Todos precisam dar sua parcela de contribuição nesse momento”.

 

Outro lado

 

A Caixa informou, por meio de nota, que adotou medidas para evitar as aglomerações e agilizar o serviço. Segundo o banco, as agências então abrindo mais cedo, às 8h, quando o normal é às 10h.

 

A Caixa também deve enviar mais 4.800 vigilantes e 889 recepcionistas paras agências do País a fim de reforçar o atendimento.

 

O banco afirmou que está em contato com as prefeituras para elaborar parcerias no atendimento aos beneficiários.

 

Leia a nota na íntegra:

 

Para otimizar o atendimento, a CAIXA vem adotando uma série de medidas. Desde 22 de abril, 1.102 agências pelo país estão funcionando com horário de abertura antecipado em duas horas, das 8h às 14h (seguindo o horário local, independente de fuso horário). No dia 04 de maio, o banco ampliou a antecipação de horário para toda a rede de agências.

 

A CAIXA está alocando mais de 4.800 vigilantes adicionais (2.000 já estão autuando) , bem como mais 889 recepcionistas para reforçar orientação e atendimento ao público em todo o Brasil.

 

Cinco caminhões-agência também vão ser colocados à disposição dos beneficiários do Auxílio Emergencial, em locais com maior necessidade pelo país.

 

O banco ainda está em contato direto com as prefeituras para fechar parcerias para atendimento à população e divulgação de informações.

 

Veja vídeos das filas desta terça:

 

 

 

 

(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src = “https://connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3&appId=1603406416596758”;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Fonte: Google News

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!