fbpx

Calvície feminina: veja cuidados que combatem a queda de cabelo – Lifestyle




Nesta semana, a cantora Maraísa surpreendeu os seguidores ao revelar que sofre de alopecia androgenética, uma espécie de calvície femininina. Para tratar a doença capilar, Maraísa contou que teve que dar um descanso do aplique. 


O R7 conversou com a especialista em tricologia Mayla Carbone, do Hospital San Gennaro. De acordo com a dermatologista a calvície feminina é uma condição que atinge uma porcentagem baixa de pacientes, mas precisa de avaliação precoce para impedir a rarefação capilar, ou seja, o aparecimento de falhas cada vez maiores no couro cabeludo, 


Em graus mais avançados, todo o couro cabeluto pode ficar exposto


“A alopecia androgenética feminina pode resultar em uma perda parcial dos cabelos , resultando num afinamento importante dos fios, com falhas capilares principalmente no topo do couro cabeludo”, explica Carbonbne. “Em graus mais avançados da doença, todo o couro cabeludo é visto, com fios mais finos.”


Saiba como cuidar dos cabelos em casa durante a quarentena


Os tratamentos disponíveis vão desde o uso de shampoos com estimulantes capilares à aplicação tônicos com componentes vasodilatadores que aumentam a oxigenação dos fios. Já na clíninca médica, é possível fazer a injeções de substâncias e vitaminas que estimulem os folículos, como o MMP capilar e a  intradermoterapia. 


Em vez de esconder, cabeleireiro faz clientes amarem cabelos brancos



Fonte: R7

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais