fbpx

Campeões do Twitter no Exército seguem as normas do comandante

A pesquisa feita pelo Estado no Twitter encontrou 20 perfis de militares da ativa que faziam o uso da rede social dentro das normas estabelecidas pelo Comando do Exército antes mesmo da publicação da portaria 196. Entre os exemplos desse uso da ferramenta estão alguns dos perfis mais ativos oficiais na rede social, como os dos generais de Exército José Luiz Dias Freitas, responsável pelo Comando de Operações Terrestres (Coter) e Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira (Comando Militar do Norte).

Freitas publicou desde fevereiro de 2018 1.114 tuítes sem fazer qualquer tipo de manifestação político-partidária ou de caráter eleitoral. Os temas que o comandante do Coter aborda são, principalmente, os que enaltecem a atuação do Exército e de seus homens, promovendo os bons exemplos na tropa e a memórias dos heróis do passado, como os combatentes que tombaram nos campos de batalha na Itália, durante a 2.ª Guerra Mundial.

Twitter do General Paulo Sérgio, do Comando Militar do Norte

Foto: Twitter/Reprodução / Estadão

Debates sobre temas de interesse da caserna, como a reforma da previdência dos militares, também estão presentes nas publicações. No 18 de julho, ele publicou elogio ao treinamento de militares do Comando Militar do Sul: “Treinamento difícil, combate fácil!”.

Já o general Paulo Sérgio divulga as atividades da unidades de infantaria de selva e de outras unidades da Força, como as de engenharia. Em 7 de julho, ele publicou um agradecimento ao jornalista Alexandre Garcia: “Dedicação exclusiva. Disponibilidade plena. Dar a vida pela Pátria. Compromisso com a Nação. Defender a Constituição. Cooperar com o desenvolvimento Nacional. Servidões que bem caracterizam a Profissão Militar. Obrigado Alexandre Garcia por seu depoimento espontâneo e verdadeiro.”

Outro militar com grande presença no Twitter é o coronel Paulo Roberto da Silva Gomes Filho. Oficial de Cavalaria, Paulo Filho entrou no Twitter em julho de 2017 e já fez 918 publicações na rede, todas dentro dos preceitos estabelecidos pela Força. O oficial é especialista em estudos estratégicos e autor de artigos sobre o tema. Além de dedicar suas publicações para o debate de ideias, ele também republica as ações de seus colegas e comandantes, além de divulgar atividades do Exército e das demais Forças.

No dia 14 de julho, divulgou texto de sua autoria publicado em seu blog sobre a situação em Taiwan. “‘Taiwan é um porta-aviões que não se pode afundar’.A metáfora de McArthur resume a importância geopolítica atribuída àquela ilha: sua posse garante o controle dos mares ao seu redor, os mares da China Oriental, do Sul da China e das Filipinas.”

O militar mais ativo entre todos os que mantém contas no Twitter é o general de Exército Antonio Miotto, comandante militar do Sul. O oficial, que está desde agosto de 2009 na rede social e já publicou 18,7 mil tuítes, diz aos jornalistas que o procuram que não faz declarações políticas. De fato.

O Estado analisou 3 mil de suas publicações e nenhuma delas se distanciava de temas propriamente militares. Miotto é particularmente preocupado com os casos de assassinatos de policiais militares durante o serviço. No dia 12 de julho, o general afirmou: “Toque de silêncio em homenagem aos nossos Soldados de Brigada Militar mortos em defesa das pessoas de bem!!! Aço !!!”.

Estadão

  • separator

Fonte: PORTAL TERRA – NOTÍCIAS

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!