fbpx

Casal de veterinários para carro em estrada para resgatar cachorro abandonado

Há nove semanas, o casal Janaina Ferreira Beck e Victor Oberto que residem em Caçapava do Sul, Rio Grande do Sul, fizeram o resgate de um cachorrinho abandonado na BR 290. E em entrevista ao Amo Meu Pet,a jovem relata como foi o acontecido.

As boas ações não está no falar, mas sim no fazer. E o casal gaúcho, ambos médicos veterinários, mostraram que o seu coração é bondoso e generoso quando, indo para uma fazenda, cruzaram a estrada em que um pequeno indefeso havia sido abandonado e o resgataram.

“[…] logo após uma curva, o meu namorado avistou um cachorrinho deitado na beira da faixa”, disse Janaina ao Amo Meu Pet.

Sem pensar duas vezes, os dois pararam o carro para amparar o peludinho. Como no local não há casas e pouca circulação de carros e pessoas, os fatos levam a crer que o cachorrinho havia sido abandonado. Mas que nada, a sua vida estava prestes a tomar um novo rumo.

“Ao parar o carro, de início ele tentou fugir, mas fomos chamando e conversando e logo ele se deitou com a barriga para cima e deixou que a gente o pegasse”.

Na época, o cãozinho estava com aproximadamente sete ou oito meses, muito magro, apesar do pelo parecer fazer com que estivesse gordinho. Segundo Janaina, o pobrezinho provavelmente já estava ali um ou dois dias sem se alimentar. E ainda possuía uma corda fina que lhe apertava o pescoço.

“[…] quando tocamos nele, sentimos direto as costelas”.

O amor nasceu na beira de uma estrada. O doguinho foi adotado! Muito simpático e amável, logo que chegou na fazenda fez amizade com a família e os animais que moram no local.

“Assim que desceu da camionete, ele se rolou bastante, correu, fez a maior festa para os meus pais, e nos lambeu bastante como se estivesse agradecendo”.

A mãe de Janaina não demorou para fazer com que o cãozinho se sentisse em casa, dando-lhe água e ração, no qual ele comeu em um instante, apreciando aquela refeição como se fosse a melhor alimentação da vida.

“No outro dia, já fizemos vermífugo e vacina nele. E na outra semana, após engordar um pouquinho, ele já foi castrado”.

O pequeno foi carinhosamente nomeado Amigo, após muitas sugestões e a comoção de sua história, o pequeno se tornou um verdadeiro amigo do casal.

Janaina não poderia deixar de conscientizar as pessoas sobre a adoção pois, ‘tudo o que fazemos na vida para os outros sempre voltará em dobro para nós’.

“Às vezes nos sentimos impotentes diante da maldade do mundo, mas pequenas coisas como essa, podem mudar a vida de um ser iluminado como ele e nos trazer muita felicidade”.

Confira o resagate:

Adotar é permitir que o outro ser receba um pouco do amor que você tem. Se não tem condições de adotar, encontre maneiras de ajudar, oportunidade é o que não falta para fazer o bem.

Vídeo: Como é ser voluntário na CAUSA ANIMAL? | Entrevista com ‘Adote um Gatinho – Passo Fundo’

Fonte: R7

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais