fbpx

Coca-Cola faz leilão de sua primeira coleção de NFTs a partir desta sexta-feira

SÃO PAULO – A Coca-Cola anunciou uma parceria com a plataforma de arte digital Tafi para lançar uma coleção de NFTs – ativo digital que permite investir na digitalização da arte, dos jogos e dos memes. É a primeira vez que a empresa realiza alguma ação usando blockchain e NFT.

O leilão, que será feito de forma beneficente em celebração ao Dia Internacional da Amizade, será realizado entre hoje (30) e segunda-feira (2) na plataforma OpenSea.

“Cada NFT foi criado para celebrar os elementos essenciais da marca Coca-Cola reinterpretada para um mundo virtual de maneiras novas e empolgantes”, disse o presidente comercial global da Coca-Cola, Selman Careaga, em nota.

Interessados poderão dar lances na “Coca-Cola Friendship Box” (ou “Caixa da Amizade da Coca-Cola”, em português), uma versão digital de uma máquina de venda automática que possui três ativos digitais exclusivos: um casaco digital inspirado na marca e que pode ser utilizado no jogo Decentraland; um arquivo de áudio com barulhos como som de uma garrafa abrindo e do refrigerante sendo servido; e cards colecionáveis com a temática da amizade.

Leia mais:
• NFTs de obras de arte, cards da NBA e outros colecionáveis movimentam milhões de dólares; entenda o que é e como funciona

“Temos observado NFTs, criptomoedas e o metaverso, e vemos o momento como uma boa oportunidade de participar e aprender com este espaço emergente”, disse Oana Vlad, diretora sênior de marca da Coca-Cola.

A venda de NFTs já foi utilizada por marcas como a Havaianas, do grupo Alpargatas (ALPA4), que leiloou em maio sua primeira coleção de artes digitais inéditas desenvolvidas em colaboração com o designer e artista brasileiro Adhemas Batista.

O primeiro item da coleção, chamada “Felicidade”, foi o GIF “Happy Feet”, arrematado por 0,28 ETH (Ethereum), o equivalente a R$ 5,6 mil, por João Canhada, presidente da corretora de crptomoedas Foxbit.

Segundo a Havaianas, 7% do lucro arrecadado será destinado ao projeto Favela Galeria.

O que são NFTs?

NFT é a sigla para non-fungible tokens — em português, tokens não fungíveis.

Ser fungível significa que um item pode ser facilmente trocado por outro da mesma espécie, qualidade e quantidade. O dinheiro, por exemplo, é um bem fungível. Já os bens não fungíveis não podem ser trocados facilmente, porque são únicos e exclusivos. É o caso, por exemplo, de uma obra de arte ou de uma música.

Já os tokens são os representantes digitais de algo, como um registro online de uma propriedade. Esses tokens são registrados no blockchain, o mesmo sistema usado para transações de criptomoedas como Bitcoin ou Ether.

O blockchain é uma espécie de livro digital que registra transações de maneira descentralizada, compartilhada e imutável. A tradução literal do blockchain é “cadeia de blocos”.

Leia também:
• Integrante do Jota Quest, fundador da MaxMilhas e outros sócios criam startup de NFTs que leva direitos autorais de músicos ao blockchain

Cada um desses blocos digitais grava uma certa quantidade de transações, transformadas em código. Cada bloco carrega uma parte que ajuda a verificar a autenticidade do bloco anterior, e todos os usuários podem visualizar e verificar tais movimentações. Esse sistema garante segurança e transparência para o blockchain.

Assim, o NFT é a representação de um bem único, com um certificado de posse digital e inviolável por meio do blockchain. Um quadro, por exemplo, recebe um selo de autenticação virtual para provar que a obra é a original – e que ela tem um dono específico.

O NFT pode ser usado para comercializar objetos físicos – como no exemplo anterior do quadro, mas também para uma figurinha colecionável ou para uma moeda rara. Mas essa tecnologia tem chamado atenção ao comercializar produtos digitais, como um tuíte, um meme, uma skin exclusiva de jogo ou uma ilustração digital.

Invista nos fundos de criptomoedas mais acessíveis do mercado: abra uma conta gratuita na XP!

Fonte: Infomoney

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais