fbpx

Com Allan, Flu aposta na força do meio-campo para superar o Peñarol

Desde que a bola voltou a rolar após a Copa América, o Fluminense ainda não venceu. Empatou com o Ceará no Maracanã e perdeu para o Vasco em São Januário. Coincidentemente, o técnico Fernando Diniz não conseguiu escalar nessas partidas o meio-campo considerado titular, formado por Allan, Daniel e Paulo Henrique Ganso, que vão poder estar em campo no jogo desta terça-feira, diante do Peñarol, pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana. A bola vai rolar às 21h30 com transmissão do DAZN e em tempo real do LANCE!.

Meio-campo considerado titular será escalado pela primeira vez após a Copa América (Mailson Santana/Fluminense)

Foto: Lance!

A ausência mais sentida foi o do volante Allan, que desfalcou o time nos dois jogos. Sem o jogador, Fernando Diniz escalou Yuri, porém o substituto não possui a qualidade na saída de bola e não oferece a mesma intensidade do que o titular. Com Allan em campo, o Fluminense troca mais passes verticais, quebrando as linhas de marcação da equipe adversária. O jogador é a personificação da filosofia de jogo do Fluminense, o que lhe rendeu muitos elogios do meia Daniel.

– O Allan está sendo muito importante para nós. Desde que ele começou a fazer a função de primeiro volante nosso time cresceu muito na saída de bola. Além disso, ele tem ótima marcação. Todos ficaram felizes por ele continuar conosco até o final do ano.

O retorno de Allan terá impacto direto nos companheiros de meio-campo. Sem ele, Ganso e Daniel tiveram que buscar mais o jogo no campo defensivo, prejudicando a performance dos jogadores, tanto na questão física, como também na questão tática da equipe. Ganso desfalcou o time contra o Vasco por estar suspenso, enquanto Daniel esteve presente nas duas partidas. Agora com os três em campo, a expectativa é de que o Tricolor consiga quebrar o jejum de vitórias, que já dura oito jogos, somando quatro derrotas e quatro empates.

Entrosamento

Além da qualidade dos jogadores, o meio-campo do Fluminense formado por Allan, Daniel e Ganso dá ao time o entrosamento necessário para que se consiga sair para o ataque trocando passes desde a defesa. O meia Daniel destacou o entendimento com os companheiros.

– Muito importante o entrosamento. Acredito que as coisas estão fluindo no meio de campo. A parte principal de um time é esse setor. Se o meio não estiver entrosado, não flui bem. Espero que a gente continue se entendendo e os resultados venham.

Apesar das atuações consistentes, o trio não conseguiu conduzir a equipe para muitas vitórias. Em nove jogos escalados como titulares, o Fluminense venceu apenas dois, empatou quatro e perdeu três. O que serve de alento é que nas duas vitórias, o Tricolor apresentou um grande futebol, goleando o Cruzeiro e o Atlético Nacional (COL) por 4 a 1.

Jogos do trio como titulares

Flamengo 3 x 2 Fluminense (Taça Rio)

Fluminense 0 x 1 Botafogo (Campeonato Brasileiro)

Fluminense 1 x 1 Cruzeiro (Copa do Brasil)

Fluminense 4 x 1 Cruzeiro (Campeonato Brasileiro)

Fluminense 4 x 1 Atlético Nacional (COL) (Copa Sul-Americana)

Atlético Nacional 1 x 0 Fluminense (Copa Sul-Americana)

Cruzeiro 2 x 2 Fluminense (Copa do Brasil)

Fluminense 0 x 0 Flamengo (Campeonato Brasileiro)

Chapecoense 1 x 1 Fluminense (Campeonato Brasileiro)

Lance!

  • separator

Fonte: TERRA

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!