fbpx

Com aulas no Youtube, escola investe milhões em preparatórios para médicos

A Estratégia Educacional, empresa de educação focada em cursos preparatórios para concursos públicos e outras provas, acaba de entrar no cobiçado mercado dos cursos para a área de medicina. A escola lançou no início do mês cursos em vídeo e questões voltadas para quem quer se preparar para as provas de residência médica, revalidação de diploma e provas de título na área. São mais de 129 mil questões, elaboradas por 43 médicos especialistas, além de vídeos.

O mundo está mais complexo, mas dá para começar com o básico. Veja como, no Manual do Investidor

Em 2020, só o gasto com professores de medicina foi de 13 milhões de reais. Fora os investimentos em tecnologia. “Esse é um mercado bem grande, que está crescendo e os preços dos cursos são muito altos. Tem bastante espaço para um concorrente novo, com preços menores e boa qualidade”, afirma Heber Carvalho, CEO da Estratégia.

O segmento de medicina tem sido disputado por empresas do ramo de educação, devido aos altos preços dos cursos e à alta demanda por formação. Empresas focadas em educação superior como Yduqs e Ânima têm buscado ampliar seus cursos no setor. Já a Afya atua só neste segmento, com cursos de graduação e especialização.

O investimento em conteúdo para medicina é apenas um dos realizados pela Estratégia Concursos em 2020. Em meio à pandemia, a escola com sede em São Paulo tem investido em tecnologia. Neste ano, colocou de pé um sistema com mais de 2,5 milhões de questões cadastradas. Nele, o aluno consegue fazer filtros com o tipo de questão que deseja estudar a partir do tema (português ou matemática, por exemplo), do nível de complexidade e da banca examinadora desejada.  Boa parte das questões já está com gabarito comentado. A plataforma teve investimento de 25 milhões de reais.

Para manter a produção de conteúdo no contexto de isolamento social, a Estratégia comprou mais de 50 estúdios portáteis para que os professores pudessem fazer transmissões de aulas em casa. Agora, a ideia é manter a flexibilidade na gravação das aulas, mesmo com a retomada das atividades presenciais. “A quantidade de produção de conteúdo até aumentou com a pandemia, por conta dessa flexibilização”, afirma Carvalho. Os cursos da Estratégia ocorrem principalmente pela internet.

Fonte: Google News

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais