fbpx

Com oito medalhas, Brasil tem melhor primeiro dia da história de um Pan

O primeiro dia do Brasil nos Jogos Pan-Americanos de Lima, neste sábado, coroou os atletas nacionais e mostrou a força do País em várias disputas. Foram oito medalhas no total, das quais duas de ouro, resultado promissor e marcado até por uma dobradinha no pódio. O desempenho é o melhor da história para o Time Brasil em estreias no Pan, superando as sete medalhas de Guadalajara, no México em 2011.

A oitava medalha veio em uma das últimas provas da agenda de sábado do Pan. Flávia Saraiva, Lorrane Oliveira, Thaís Fidelis e Carolyne Pedro levaram o Brasil ao bronze na competição de ginástica feminina por equipes. O grupo superou a ausência de Jade Barbosa, poupada para o Mundial, e garantiu o terceiro lugar, atrás apenas dos Estados Unidos e do Canadá.

As primeiras conquistas vieram no triatlo individual feminino. Luisa Baptista levou o ouro e a prata foi para a compatriota Vittoria Lopes. Uma dobradinha. A paulista Luisa, da cidade de Araras, chegou em primeiro na competição que une natação, ciclismo e corrida. A cearense Vittoria estava na sua cola, seguida pela mexicana Cecilia Perez, que completou o pódio. Outra brasileira, a santista Beatriz Neres terminou em nono.

O resultado marca a presença brasileira no pódio nesta modalidade após jejum que vinha desde o Pan de 2011, em Guadalajara. A campeã revelou que, mesmo antes do fim da disputa, chegou a conversar com a amiga sobre a expectativa de pódio.

“O triatlo é um esporte individual, mas se a gente está trabalhando em equipe, é uma vantagem tremenda. Na hora que vi que tinha uma boa diferença para a mexicana, falei para segurarmos um pouquinho a corrida, para podermos ser primeira e segunda”, disse Luisa.

Horas depois foi a vez de novamente o Hino Nacional ser tocado em Lima. Na patinação artística, com uma bela apresentação e um tanto de sorte, a carioca Bruna Wurts superou a argentina Giselle Soler, que defendia o título vencido no Pan de Toronto, no Canadá, para figurar no lugar mais alto do pódio. Eduarda Fuentes, do Equador, ficou com o terceiro posto.

Com dois erros de execução nos saltos no programa curto, ainda na sexta-feira, a brasileira de 18 anos estava com a segunda melhor nota da competição. Mas como a concorrente direta cometeu um erro, sofreu uma queda e perdeu pontos, Bruna ficou com o título.

A delegação brasileira ainda celebrou outras medalhas no dia, como a prata de Manoel Messias no triatlo e de Talisca Reis no taekwondo, além de outros três bronzes. Gustavo Casado subiu ao pódio na patinação artística e Paulo Ricardo Souza ficou em terceiro no taekwondo, assim como a equipe feminina de ginástica artística.

  • separator

Fonte: TERRA

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!