Comboio é atacado com tiros e dois assessores de ministro libanês são mortos

Dois assessores de um ministro libanês druso foram mortos neste domingo quando o comboio no qual eram transportados foi atacado com tiros em uma área de apoiadores de uma facção drusa rival. O ministro classifica o incidente como uma tentativa de assassinato.

O ministro libanês para assuntos de refugiados, Saleh al-Gharib, é próximo ao líder druso pró-síria Talal Arslan.

A cidade próxima ao Monte Líbano na região de Aley onde o incidente aconteceu é uma área de apoio ao líder druso Walid Jumblatt, um oponente feroz do governo sírio e rival de Arslan. Seu Partido Progressista Popular (PSP) nega envolvimento no episódio.

Em uma entrevista ao canal de televisão al-Jadeed, Gharib disse que o incidente havia sido “uma emboscada armada e uma clara tentativa de assassinato”.

“Parece haver uma decisão para intensificar a situação na montanha”, disse.

A Agência Nacional de Notícias do país reportou que um membro do PSP ficou ferido no incidente.

(Escrita por Tom Perry e Laila Bassam)


Reuters – Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

  • separator

Fonte: PORTAL TERRA – NOTÍCIAS

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: