fbpx

como começar a investir com R$ 25

Um dos terrenos mais agitados da bolsa de valores, com grande oscilação ou volatilidade, o mercado futuro é considerado agressivo pelos próprios experts na área. Apesar disso, ou por isso mesmo, é possível pisar nesse campo com a ponta do pé, começando a investir um valor baixo, entre R$ 25 e R$ 100.

Nos minicontratos de dólar ou nos mini-índices, você pode iniciar com R$ 25. Isso explica por que esse mercado se popularizou tanto e despontou como um dos mais líquidos, com mais negócios, na B3”, diz Wilson Neto, analista de investimentos da Clear Corretora que está lançando uma série para quem quer entrar no mercado futuro, mitigando riscos com o uso da análise de fluxo.

Ativos no mercado futuro, os minicontratos são como acordos de compra e venda de índices ou commodities, negociados em bolsa e atrelados a uma data futura.

De caráter especulativo, os mini-índices são minicontratos futuros do Ibovespa, com negociação vinculada à variação de pontos do índice na data de vencimento. No caso dos minicontratos de dólar, ou minidólares, o operador projeta um valor para a moeda americana no futuro.

De alto risco e liquidez, os minicontratos são propícios ao day trade, como são chamadas as operações de compra e venda realizadas em no máximo 24 horas, com estratégia de aproveitamento das oscilações na bolsa para rendimentos de curtíssimo prazo.

Abaixo, Wilson Neto adianta alguns temas da série online de quatro episódios, que vai ao ar no dia 27 de abril. A inscrição é gratuita. Clique aqui e faça a sua.

Fluxo: oferta e demanda

“As operações dos grandes bancos usam a mesma metodologia de um empreendedor, de um cambista e de um ambulante. Todo mundo trabalha em cima de oferta e demanda. O que a gente quer no day trade é rentabilizar o fluxo do dia a dia à frente dos grandes bancos e fundos de investimento. Em meio à oferta e demanda, a gente pode fazer operações rápidas, usar a análise de fluxo para se converter em operador especial.”

Análise de fluxo x gráfico

“Aprender a análise de fluxo é aprender a ler o mercado, a enxergar o que os grandes players estão fazendo em tempo real. Examinar o fluxo é ver as ordens, as intenções e quantidades que estão no book e se guiar por elas, pela verdadeira oferta e demanda dos grandes bancos. É acompanhar a movimentação desses players e ter a oportunidade de passar à frente deles ou de ir junto com eles. Uma análise de gráfico se baseia em projetos executados e padrão de tempo. A leitura de fluxo se dá por milissegundos, por quantidade. É muita liquidez. É muito exuberante o mercado futuro, a quantidade de negócios por milissegundos.”

Estratégia para minidólar

“No caso do minidólar ou dólar futuro, a gente faz muitas operações em cima de variações de preço. Quando o dólar cai 1%, há muita compra da moeda. Quando sobe 1%, há venda. As variações no dólar futuro, variações por preço de ajuste e fechamento, podem determinar ótimos negócios. É por isso que a análise de fluxo, que fotografa a oscilação de preços, se encaixa melhor aqui do que a análise de gráfico, que consolida ordens executadas para apontar padrões.”

Estratégia para mini-índice

“Já no índice futuro, que é um mercado com menor alavancagem porque é mais barato, ao contrário do dólar, você tem que ir com a tendência: do ajuste, do fechamento. Para cima, se a tendência é positiva, e para baixo, se é negativa. No dólar, a gente opera preço e no índice, tendência. Essas são as melhores repetições de padrão que temos para fazer bons negócios nesse mercado.”

Oportunidades x riscos

“Não podemos esquecer dos riscos na renda variável. Dá para dobrar, triplicar, quadriplicar os investimentos no mercado futuro? Dá. Mas também dá para perder tudo. E rápido, porque esse mercado é muito ágil. Precisa ter cuidado para não se deslumbrar com o dinheiro, no começo. Antes de começar a investir, deve-se dar três passos importantes: aprender, entender (‘virar a chave’) e executar. Um iniciante precisa de treinamento. Este é um mercado agressivo.”

Distanciamento e espera

“No mercado futuro, os primeiros investimentos permitem tanto ganhar como perder dinheiro a jato. A estratégia é diminuir o investimento e ganhar mais na variação. A volatilidade nesse mercado é imensa, muito maior que no mercado de ações. É claro que todo mundo quer comprar barato e vender caro. Mas é preciso saber esperar a hora de agir. Como o mercado oscila muito, esse distanciamento, esse tempo de espera, essa técnica de aguardar chegar em pontos de decisão, preços importantes, começa a virar bons negócios, day trades positivos.”

Perder e ganhar

“Eu prefiro o mercado futuro a ações, para o day trade, porque ele oscila mais e porque, com menor investimento, é possível alavancar mais. É um mercado que dá mais oportunidades durante o dia, mas também mais riscos. Não gosto de falar das minhas finanças porque acho que cada pessoa tem a sua jornada. Mas acredito no investimento em bolsa, construí todo o meu patrimônio assim e sigo rentabilizando. Deixei o esporte (cheguei a defender a Seleção Brasileira de Rugby) e o direito (cheguei a me diplomar), porque aos 18 comecei a trabalhar como estagiário na corretora do pai de um amigo e me apaixonei. Não parei mais, trabalho com day trade há mais de 24 anos. O quanto cada um vai ganhar é o quanto cada um terá a capacidade de fazer. Por isso, é preciso preparo.”

E você? Quer gerar uma renda extra na Bolsa? Curso gratuito do InfoMoney ensina a fazer o seu primeiro trade na prática, em menos de uma semana. Inscreva-se aqui.

Fonte: Infomoney

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais