fbpx

Como estudar com eficácia – Pirâmide de Aprendizagem

Quem na jornada dos concursos nunca sentiu ao menos uma pontinha de insegurança por não saber se está estudando da maneira correta que atire a primeira pedra. Principalmente quando iniciamos nossos estudos é normal surgir essa dúvida, mas há formas de saber como estudar com eficácia e consequentemente obtendo desempenhos que te conduzirão à aprovação!

Utilizaremos como embasamento uma teoria que gosto muito e que é bastante utilizada na andragogia (ciência que orienta adultos a aprender). Se quiserem posso falar em outro artigo um pouco mais sobre a andragogia e sua relação com o estudo para concursos. Trata-se da Teoria da Pirâmide de Aprendizagem de Glasser.

Aprendizagem Ativa versus Aprendizagem Passiva

Os quatro primeiros níveis do topo da pirâmide fazem parte da aprendizagem passiva. Nela absorvemos informações através da leitura, escuta e visão, sem tê-las utilizado na prática.

Já na aprendizagem ativa, como o próprio nome sugere, exige uma ação, o envolvimento ativo do aprendiz. Ela está localizada nos três últimos níveis da base da pirâmide.

É de fácil percepção que os níveis de aprendizagem ao longo da pirâmide são maiores na aprendizagem ativa, logo é nesse tipo de ação que devemos focar. Isso não quer dizer que nunca utilizaremos a aprendizagem passiva, mas que priorizaremos as ações da aprendizagem ativa.

Perceba que se você apenas lê a teoria do pdf aprenderá cerca de 10%. Se assistir vídeo-aulas prestando bastante atenção e, dependendo do seu conteúdo, poderá aprender até 50%. Sabemos que tais percentuais nem de longe são suficientes para aprovação.

Entretanto, veja que interessante, se ao invés de apenas ler você fizer a identificação dos principais pontos do conteúdo aliando grifos, marcações e anotações para revisão posterior seu aprendizado se eleva para cerca de 80%. Isso acontece porque você precisa interpretar para identificar o que realmente é importante. Na revisão há um olhar mais criterioso, já que não é seu primeiro contato com o conteúdo.

Quando você utiliza sua capacidade de raciocínio para elaborar, por exemplo, esquemas lógicos, mapas mentais ou tabelas-resumo e quando assume o papel de professor (explicando o conteúdo para você mesmo – pode ser feito mentalmente através de perguntas ou até em voz alta) o aprendizado gira em torno de 95%. Impressionante, não é mesmo? Realmente para que se obtenha sucesso no processo de aprendizagem é necessário assumir o protagonismo.

Quando estudamos por ciclos e utilizando as revisões periódicas essas técnicas podem ser inseridas para maximização do aprendizado. Fazemos isso no nosso programa de coaching do Estratégia.

Seguem abaixo alguns pontos importantes do que falamos acima para que você não se esqueça e incorpore na sua rotina e estude da maneira correta:

1 – Não despreze a curva do esquecimento – faça revisões periódicas;

2 – Personalize seu material fazendo grifos, anotações, esquemas;

3 – Faça questões sempre!!

4 – Assuma o papel de professor enquanto estuda e ensine para você mesmo! Nada de vergonha! É a melhor forma de se aprender um conteúdo e não esquecê-lo nunca mais!

Abraços e até o próximo artigo!

Fonte: Google News

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!