fbpx

Como fazer uma boa redação em concursos

A cobrança da redação está se tornando cada vez mais comum nos editais. Veja dicas importantes de como elaborar um bom texto.

Além da prova escrita objetiva, muitos concursos estão cobrando ultimamente em suas avaliações a elaboração da etapa discursiva – redação. Seja ela uma redação dissertativa-argumentativa que versa sobre um tema geral, seja sobre um tema específico do edital (mais precisamente uma questão discursiva), esse método de avaliação está cada vez mais comun.

O objetivo das bancas com a etapa é realmente selecionar os melhores candidatos e avaliar sua capacidade de escrita e argumentação. No entanto, há muitos que “fogem” de concursos que cobram redação, mas esquecem que ela pode ser determinante para aquela vaga, mesmo com uma nota razoável na prova objetiva.

Dicas para uma boa redação

Analise o que o edital está cobrando – Fazer uma redação e jogar palavras no papel pode parecer fácil, mas a situação é um pouco mais delicada e requer cuidado. Cada edital, conforme a banca, exige critérios diferentes na avaliação da redação. Cada critério de cobrança é colocada uma pontuação e muitas vezes a banca preza mais pelo conteúdo, outras pela estrutura do texto em geral ou até mesmo pelos aspectos gramaticais. Fique atento a isso, observe com cuidado o que a banca analisa quando corrige a sua redação.

Temas de redação – Os temas de redação seguem os temas atuais que acontecem no Brasil e no mundo. Fique atento a notícias, use várias fontes de informação e cuidado com as fontes. Além disso, não só nos temas atuais, procure dar atenção a temas atemporais e mais filosóficos (a FCC adora temas filosóficos e sociológicos). Tente conversar com alguém sobre o tema após ler e entender a situação sobre a qual vai envolver o seu texto para saber se consegue desenvolver uma ideia sobre isso.

Monte um brainstorming – Brainstorming ou tempestade de ideias é uma técnica usada para explorar a criatividade. Na redação você pode utilizar o brainstorming para, quando ler o assunto, associar palavras ou ideias que estejam vinculadas ao tema principal da redação. Por exemplo: a redação versa sobre “violência urbana”. O que dá para lembrar quando se fala nesse assunto? Você pode jogar num canto do papel algumas ideias ou causas associadas, como: desemprego, desigualdade social, evasão escolar, conflitos no trânsito, drogas, tráfico, bullyng nas escolas. A partir de um assunto, tome como base outras palavras, criando uma espécie de esqueminha mental, para ir costurando a sua ideia e desenvolver melhor o assunto.

Comece a escrever o seu texto – A estrutura básica da redação é: introdução, desenvolvimento e conclusão.

Na introdução deve ser apresentado e colocado o tema dentro de um contexto. Comece fazendo sua introdução, para poder desenvolver o texto, em cima de um tópico frasal, que nada mais é do que a ideia central do texto. Essa ideia está desenvolvida em uma frase que poderá ser explorada no decorrer do seu texto.

No desenvolvimento será feita a defesa das ideias e dos argumentos de fato, ou seja, é o momento de discorrer sobre o tema proposto. Em geral se usa dois parágrafos ou três para desenvolver, mas é preciso cuidar o número de linhas para não ultrapassar ou escrever menos que o exigido.

Já a conclusão servirá para concluir tudo aquilo que foi dito sem apresentar novas ideias, deve retomar o que foi dito na introdução e dar um desfecho ao texto.

Cuide o tempo – É interessante cronometrar o tempo da redação, pois na maioria das vezes ela acontece juntamente com a prova objetiva, fazendo com que o tempo seja curto. Ao cronometrar você entenderá em qual parte da elaboração da redação está com mais dificildades e poderá trabalhar nisso.

Estude gramática – Além da prova de língua-portuguesa, que será cobrada a gramatica em si, interpretação e compreensão de textos, seu estudo será muito importante na redação. Não vai adiantar de nada ter uma redação com ótimos argumentos, com ótima estrutura mas cheia de erros de pontuação, acentuação, gráfica e demais aspectos feitos de forma errada.

Outro ponto dentro do estudo da gramática é estudar com bastante cuidado a análise sintática. Preste atenção nas orações, nos pronomes, nas conjunções, qual a relação deles no período. Isso retomará os assuntos de pontuação, colocação pronominal e a própria análise morfológica. Antes de pensar em fazer uma redação, estude a gramática. Não menos importante, estude interpretação de textos também, pois vai ajudar muito.

Com isso, é só pegar o papel e a caneta e começar a praticar. Escolha a banca, leia o edital na parte como se dará a redação, treine a escrita e estude a gramática com afinco. Sua vaga estará ainda mais próxima!

function carregaComentariosFacebook(){$(‘#btcarregarcomments_facebook’).hide();(function(d,s,id){var js,fjs=d.getElementsByTagName(s)[0];if(d.getElementById(id))return;js=d.createElement(s);js.id=id;js.src=”https://connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v5.0&appId=190514314326298″;fjs.parentNode.insertBefore(js,fjs);}(document,’script’,’facebook-jssdk’));}

Fonte: Google News

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!