fbpx

Como gabaritar português na PCDF

Uma das melhores notícias do mundo dos concursos chegou na semana passada: enfim, foi publicado o edital para agente da PCDF, com um número bem significativo de vagas.

A organizadora será o Cespe (Cebraspe, para quem é novato na lida). A prova de língua portuguesa provavelmente terá, no mínimo, 20 questões – ou seja, 1/6 da prova. Com isso, algo eu posso garantir: se você quiser ser papa charlie, trate de gabaritar português e de fazer uma redação discursiva impecável .

Estaremos juntos durante todo o percurso de preparação para o certame. Para colaborar com seus estudos, vou listar aqui dicas que vão auxiliar a sua preparação.

  1. Resolva uma prova de língua portuguesa recente do Cespe por semana (no mínimo). Aproveite para contabilizar quais questões você deixaria em branco e para se acostumar com a linguagem da banca nas questões de análise de textos.
  2. Estude os assuntos mais frequentes nas provas do Cespe: concordância (verbal e nominal); regência (verbal e nominal – aproveite para estudar crase); pronomes oblíquos átonos (coesão, colocação e sintaxe); funções do SE (principalmente partícula apassivadora, índice de indeterminação do sujeito e pronome reflexivo) e funções do QUE (principalmente pronome relativo e conjunção subordinativa integrante); pontuação (no período simples e no composto); semântica verbal (eu não disse tudo de verbo, mas a parte semântica) e semântica das conjunções (decore os conectivos). Tenha certeza de que você domina cada um dos assuntos acima listados!
  3. O Cespe é fanático por questões de reescrita. Treine-as da maneira correta:
  • Comece sempre pela análise gramatical; em seguida, faça a comparação textual.
  • Olhe para a questão com o seguinte pensamento: o que há de errado nessa reescrita? Grande parte das questões são erradas.
  • Qualquer erro gramatical pode estar presente nesse estilo de questão. Em outras palavras, praticá-las é uma forma de revisar os assuntos listados em 2.
  • Quando você errar a questão, procure saber por que você errou. Mas, principalmente, quando você acertar, procure saber por que você acertou. Durante o período de estudos, errar o gabarito ou acertá-lo pelo motivo errado são resultados indesejados e que não promovem a evolução do candidato.
  • Separe várias questões assim para exercitar em um momento específico. Esse é o seu momento “caça-erros”, além de ser uma forma muito eficiente de revisão!
  1. Dedique, no mínimo, duas horas da sua semana à língua portuguesa. Essa disciplina, pela quantidade de questões, é decisiva!
  2. Não inclua nesse tempo redação discursiva (se você for fazer o concurso para analista), uma vez que essa é a etapa multidisciplinar do concurso. Recomendo duas redações por semana. Se houver tempo, aumente a quantidade.
  3. Contabilize:
  • Quantas questões foram feitas?
  • Quantos acertos?
  • Quantos erros?
  • Quantas ficaram em branco?

Esse controle numérico é fundamental para que você meça o seu desempenho!

  1. Não menospreze língua portuguesa, ok? Fazer isso é dar um tiro no seu próprio pé.

Estude com disciplina, dedicação e responsabilidade e não deixe de acompanhar as dicas postadas nas minhas redes sociais e as aulas que faço gratuitamente pelo YouTube. O resultado é inevitavelmente satisfatório!

Elias Santana

Elias Santana
Professor e Mestre em Língua Portuguesa

(function() {
var _fbq = window._fbq || (window._fbq = []);
if (!_fbq.loaded) {
var fbds = document.createElement(‘script’);
fbds.async = true;
fbds.src=”https://connect.facebook.net/en_US/fbds.js”;
var s = document.getElementsByTagName(‘script’)[0];
s.parentNode.insertBefore(fbds, s);
_fbq.loaded = true;
}
_fbq.push([‘addPixelId’, ‘1459353050962300’]);
})();
window._fbq = window._fbq || [];
window._fbq.push([‘track’, ‘PixelInitialized’, {}]);

Fonte: Google News

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!