fbpx

Como obter aposentadoria automática de forma mais rápida?

Desde setembro do ano passado, o INSS introduziu uma nova forma de conceder o benefício da aposentadoria por idade dos segurados urbanos. Com a mudança, a concessão é feita de forma automática, dispensando a ida do cidadão em uma agência do INSS para formalizar a solicitação do benefício.

Contudo, essa modalidade acabou não tendo resultados tão efetivos em função da enorme fila de requerimentos à espera de respostas.

O que aconteceu foi que os pedidos passaram a entrar no sistema de forma simultânea e intensa, no mesmo momento em que o instituto enfrenta aposentadorias internas dos servidores, frente a um cenário sem nenhuma expectativa de concurso público que visa a contratação de novos técnicos e analistas.

Assim, para tentar driblar a fila virtual do instituto, uma boa alternativa é manter sempre documentos e o Cadastro Nacional de Informações Sociais, que contém o relatório de informações do trabalhador em regularidade.

O Cnis é um dos documentos mais importantes nesse procedimento, por isso, caso haja a necessidade de realizar qualquer ajuste no documento, é possível fazer a correção apenas no momento de concessão. A partir do portal Meu INSS, o trabalhador responderá perguntas referentes à seu histórico profissional.

Portanto, é de suma importância que o segurado tenha ciência e integridade ao responder as questões, uma vez que é solicitado todos os documentos que comprovem determinada atividade relatada. Caso o esse envio não seja feito, o benefício não será necessariamente negado, porém é muito provável que não seja automático.

Concessão mais rápida

Para a aposentadoria ser concedida a distância de forma automática, o trabalhador deve agendar o requerimento da aposentadoria pelo telefone 135 ou pelo site Meu INSS.

Atualmente, há 1,3 milhões de requerimentos à espera de retorno, mas há hábitos que podem contornar a situação.

O que pode aumentar as chances de concessão automática?

Conferir o cadastro de contribuições

Considerado o documento mais significativo em relação ao benefício da aposentadoria, o extrato de contribuições possibilita o calculo do tempo de contribuição como também o valor do benefício.

Se atente aos erros

O Cnis deve ser observado com cautela, aspectos como compatibilidade entre salários e holerites ou possíveis pendências devem ser analisadas.

Dificuldade

O acerto de vínculos, que por sua vez permite a correção do Cnis, não é permitido pelo INSS. Todavia, as pendências podem ser corrigidas apenas no pedido de aposentadoria.

Insistência

A persistência é uma característica que deve ser elevada em consideração nesse procedimento, uma vez que o INSS vem tentando insistentemente retirar os segurados das agências, exemplo disso é a a instituição de São Paulo, que só realiza atendimento sem agendamento pela manhã.

Tenha todos os documentos

Com o Cnis devidamente regularizado, reúna todos os documentos referentes a sua vida profissional como:

  • Carteiras de trabalho;
  • Holerites;
  • Sentença de ação trabalhista;
  • Certificado de reservista, no caso dos homens;
  • Certificado de tempo de contribuição, para quem foi funcionário público;
  • Carnês de pagamento, para quem foi contribuinte individual;
  • Extratos do Fundo de Garantia;
  • Contratos de início e fim do vínculo de trabalho.

Como pedir na internet

Para fazer a solicitação via internet, siga o passo a passo:

  1. Ao entrar no site www.inss.gov.br, clique no quadro azul ou à esquerda, em que há a opção “Serviços”;
  2. Na página aberta,  não será necessário cadastro para acessar os serviços;
  3. No menu à esquerda, clique em “Agendamentos/Requerimentos”
  4. Na próxima aba, haverá duas opções:​ Continuar sem login e fazer login, escolha conforme sua situação;
  5. Atenção! Ao iniciar o procedimento de agendamento do pedido, o sistema gerará algumas perguntas, que por sua vez devem ser respondidas de forma correta, uma vez que elas terão efeito no processo de aposentadoria.

4. O que anexar ao pedido

Após responder as perguntas, o segurado terá a opção de enviar arquivos ao INSS.

Conforme as respostas positivas, é válido enviar documentos que comprovem o seu direito. Ou seja, em caso de relatos de atuação como servidor público, é preciso encaminhar a certidão do órgão em que trabalhava. Para isso, basta tirar uma foto, anexar e enviar ao órgão

5. Entenda os prazos

Há casos em que aposentadoria sai no mesmo dia, o que diz respeito ao reconhecimento do sistema de acordo com a contagem do tempo de contribuição. Todavia, isso não é válido para todos o casos.
Na tentativa de acelerar a liberação de aposentadorias, o INSS iniciou um mutirão para tentar, mas ainda assim, o pedido pode levar mais tempo do que o esperado.

O segurado tem o prazo de 75 dias para apresentar documentos complementares.

Autor(a): Iasmin Franco


Fonte: Edital Concursos Brasil

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!