fbpx

Concurseiros: Dicas para organizar o cronograma de estudos

Estudar para concursos públicos demanda muita organização. Por isso, é essencial elaborar um cronograma de estudos bem pensado e focado nas prioridades.

Isso vale para concurseiros novatos ou então para os já bem experientes. Cada meta é única, portanto, é preciso renovar o calendário de matérias conforme o edital, a área e o nível.

O ideal é começar a estudar antes da divulgação do edital. Caso contrário você só terá dois ou três meses para se preparar antes da avaliação – isso acontece com muitos concurseiros, então, também não é nenhum bicho de sete cabeças.

Em qualquer situação é essencial montar um esquema com as disciplinas. Conheça algumas dicas importantes!

1 – Linha do tempo

Quanto tempo você tem para estudar para o seu concurso público? Dois meses? Seis meses? Um ano? Pense nisso antes de montar o cronograma de estudos.

De acordo com o tempo disponível, separe as matérias por prioridades, definindo metas de horários diários para estudar até a semana da sua prova.

Por aqui já falamos sobre o estudo progressivo, que é um método eficiente na preparação para concursos. Ele consiste em montar uma linha do tempo para estudar começando por pouco tempo até o máximo, garantindo que você não se canse e atinja as metas propostas. Ou seja, para não desistir mesmo!

Você Pode Gostar Também:

2 – Matérias por dificuldade

Não pense que você só estudará aquelas matérias que tem facilidade em aprender ou que já conhecem bem. O objetivo do cronograma de estudos é exatamente definir horários para se preparar naquelas disciplinas que representam um nível maior de dificuldade.

Separe as matérias de acordo com os conteúdos que você mais precisa reforçar. Dedique mais tempo a estas e não deixe de estudar as mais fáceis também, mas em menor tempo.

3 – Disciplinas por peso

Também é super válido montar o cronograma de estudos seguindo as disciplinas que possuem maior peso no concurso. Isso você irá saber conferindo o edital, que informará quais são as matérias pedidas e a quantidade de questões.

Nesse documento você entenderá no que precisa focar, pontuando também aquilo que você já tem certo conhecimento e conteúdos os quais você nunca ouviu falar.

Muitos concursos de carreiras específicas são pautados em uma maioria de questões sobre determinada área. Há claro outras esferas, mas apresentam um foco. Por exemplo: concurso para TRT. Majoritariamente cairão questões sobre Direito e Processo do Trabalho.

Além disso, é sempre bom pesquisar provas de concursos anteriores, fazer simulados, responder muitas e muitas questões, assim como conversar com pessoas que já prestaram.

Leia mais – Leis para concursos públicos: As melhores dicas para estudá-las

Fonte: Google News

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!