fbpx

Concurso Polícia Penal PI: remuneração de R$ 5.966,14

O último edital do concurso da Polícia Penal PI foi publicado em 2016. A banca organizadora foi o Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos da Universidade Estadual do Piauí (Nucepe).

As últimas nomeações aconteceram em dezembro de 2019, quando foram nomeados 42 policiais penais.

As aulas presenciais operacionais do curso de formação inicial do certame foram autorizadas a voltar pelo Secretário de estado da Justiça do estado de Piauí, Carlos Edilson Rodrigues Barbosa de Sousa

Veja abaixo o menu com informações sobre o edital Polícia Penal PI:

Remuneração e benefícios

O cargo de policial penal, antigo agente penitenciário, oferece remuneração bruta de R$ 5.966,14.

Composta por: subsídio (R$ 4.591,66 – Lei Estadual nº 6.409, de 28 de agosto de 2013), taxa de insalubridade (R$ 400,00), adicional noturno (R$ 233,52 – Decreto Estadual nº 14.482, de 26 de maio de 2011), extraordinário (R$ 500,96 – Decreto nº 14.482, de 26 de maio de 2011) e auxílio refeição (R$240,00).

Cargos e vagas

O último Concurso Polícia Penal PI foi destinado à classificação de 400 candidatos (360 na ampla concorrência e 40 pessoas com deficiência), mas na lista de aprovados constam nomes de 316 candidatos. Destes, nove foram candidatos classificados como pessoas com deficiência.

Requisitos

Condições para investidura:
a) ser brasileiro nato ou naturalizado;
b) possuir ilibada conduta pública e privada;
c) estar quite com as obrigações eleitorais;
d) estar em dia com o serviço militar, se do sexo masculino;
e) não ter sofrido condenação criminal com pena privativa de liberdade ou qualquer condenação incompatível com a função de Agente Penitenciário;
f) ter concluído Curso Superior em qualquer área;
g) ter concluído com aproveitamento o Curso de Formação Penitenciária;
h) ser portador de Carteira Nacional de Habilitação ou Permissão para Dirigir, que lhe permita conduzir veiculo automotor, classificada no mínimo na Categoria “B”;
i) ter idade máxima de 45 anos, conforme Lei Ordinária nº 5.377/04 de 10.02.2004;
j) possuir estatura mínima de 1,60 (um metro e sessenta centímetros) para candidatos do gênero masculino e 1,55 (um metro e cinquenta e cinco centímetros) para candidatas do gênero feminino, conforme art. 18, § Único da Lei Ordinária Estadual nº 5.377, de 10 de fevereiro de 2004.

Atribuições

  • Cuidar da disciplina e segurança dos presos;
  • fazer rondas periódicas;
  • fiscalizar o trabalho e o comportamento da população carcerária, observando os regulamentos e normas próprias;
  • providenciar assistência aos presos, nos termos estabelecidos em regulamento;
  • informar às autoridades competentes sobre as ocorrências surgidas no seu período de trabalho;
  • verificar as condições de segurança física do estabelecimento;
  • verificar as condições de limpeza e higiene das celas e instalações sanitárias de uso dos presos;
  • conduzir viaturas de transporte de presos;
  • operar sistema de rádio comunicação na área do sistema penitenciário; frequentar e,
  • quando necessário, orientar o estágio da Academia Penitenciária do Estado do Piauí – ACADEPEN ou em entidade similar
    existente;
  • registrar ocorrência em livro especial;
  • efetuar registros de suas atividades e mantê-los atualizados, bem como elaborar relatórios periódicos a eles referentes; orientar e coordenar trabalhos a serem desenvolvidos na sua área, por auxiliar de serviços penitenciários; usar da responsabilidade inerente ao cargo para captura de presos
    evadidos; fiscalizar entrada e saída de pessoas e veículos dos estabelecimentos penais, incluindo execução de
    serviços de revistas corporais;
  • efetuar conferência periódica da população carcerária; realizar a identificação e a qualificação dos presos; executar outras tarefas correlatas conforme a legislação pertinente.

Último concurso

O último concurso ocorreu em 2016, entretanto, houve a comprovação de um esquema de fraude na aplicação da primeira etapa do certame e as provas foram anuladas

Veja o documento na íntegra 

Após o ocorrido a entidade organizadora do concurso, teve o prazo de 15 dias para divulgar o novo Cronograma de Execução. Apesar dos problemas, a situação foi resolvida e os últimos candidatos foram chamados em 2019.

Um total de 7.832 candidatos inscritos no concurso disputaram as vagas. Segundo a organização do certame, 7.700 pessoas se inscreveram na ampla concorrência, disputando 360 vagas; e 132 disputaram 40 vagas para pessoas com deficiência.

Etapas

O Concurso Polícia Penal PI possui cinco etapas:

Primeira Etapa – de caráter classificatório e habilitatório consistirá de Exame de Conhecimento – Prova Escrita Objetiva e Prova Escrita Dissertativa, que será aplicada de forma coletiva, conforme critérios estabelecidos neste Edital;

b) Segunda Etapa – de caráter habilitatório, constará de Exame de Saúde (Médico/Odontológico), conforme critérios estabelecidos neste Edital;

c) Terceira Etapa – de caráter habilitatório, compreenderá o Exame de Aptidão Física e constará de exames atléticos inerentes ao cargo, conforme previsto neste Edital;

d) Quarta Etapa – de caráter habilitatório, consistirá na aplicação de Exame Psicológico, para o qual serão adotados critérios científicos e objetivos, sendo vedada a realização de entrevistas, conforme critérios estabelecidos neste Edital;

e) Quinta Etapa – também de caráter habilitatório, consistirá na Investigação Social com a finalidade de averiguar atos da vida pregressa, bem como da vida atual do candidato, conforme critérios estabelecidos neste Edital.

Prova objetiva

A pontuação mínima da prova de Conhecimentos Básicos era 15 pontos, enquanto da prova de Conhecimentos Específicos, 50 pontos. A pontuação geral não poderia ser inferior a 78 pontos. Os candidatos que não atingissem essa pontuação seriam eliminados do certame

Disciplinas

Conhecimentos Básicos – peso 1:

  • Língua Portuguesa – 10 questões
  • Noções de Informática – 10 questões
  • Atualidades – 10 questões

Conhecimentos Específicos – peso 2:

  • Noções de Direito Administrativo – 10 questões
  • Noções de Direito Constitucional – 10 questões
  • Noções de Direito Penal – 10 questões
  • Noções de Direito Processual Penal – 10 questões
  • Legislação Aplicada – 10 questões

Estrutura da prova

A prova foi de caráter classificatório e habilitatório, com duração de 05 (cinco) horas, será a Prova Escrita Objetiva do tipo múltipla escolha, com 05 (cinco) alternativas, e uma única resposta correta, contendo 80 (oitenta) questões, totalizando 130 (cento e trinta) pontos.

Prova discursiva

A prova escrita dissertativa valeu 20 (vinte) pontos e consistiu na produção de texto dissertativo-argumentativo, em prosa, sobre tema a ser enunciado no caderno de questões.

Exame de Saúde

O Exame de saúde objetivou aferir se o candidato goza de boa saúde física e psíquica para suportar os exercícios a que será submetido durante a 3ª Etapa – TAF. Foi realizado por Comissão designada pelo NUCEPE/UESPI, composta por profissionais com habilitação em Medicina/Odontologia, que avaliará as condições para ingresso no cargo de Agente Penitenciário, através de exame clínico geral e nas áreas de oftalmologia, otorrinolaringologia, odontologia, e exames laboratoriais (sangue e urina), exclusivamente, na cidade de Teresina – PI.

Teste de Aptidão Física

Foi realizado por Comissão designada pelo NUCEPE/UESPI, composta por profissionais com habilitação em Educação Física, exclusivamente em Teresina – PI, em horário e local determinados quando da convocação do candidato. Os Testes de Aptidão Física (TAF), poderão acontecer em dias uteis ou não e nos turnos manhã ou noite.

Os exercícios exigidos foram:

  • FLEXÃO E EXTENSÃO NA BARRA FIXA
  • TESTE DE IMPULSÃO HORIZONTAL
  • TESTE ABDOMINAL
  • TESTE DE CORRIDA DE 12 MINUTOS

Teste Psicotécnico

A Avaliação Psicológica para fins de seleção de candidatos consiste em um processo sistemático de levantamento e síntese de informações, com base em procedimentos científicos que permitem identificar aspectos psicológicos do candidato compatíveis com o desempenho das atividades inerentes ao cargo.

O psicólogo utiliza métodos e técnicas psicológicas que possuam características e normas reconhecidas pela comunidade científica como adequadas para recursos dessa natureza, com evidências de validade para a descrição e/ou predição dos aspectos psicológicos compatíveis com o desempenho do candidato em relação às atividades e tarefas do cargo.

Investigação Social

Além das etapas relacionadas nos itens anteriores, a Secretaria de Justiça do Estado do Piauí – SEJUS procederá a uma Investigação Social do Candidato, de caráter habilitatório (APTO ou INAPTO), tendo por pressuposto averiguar as condições ético-morais do candidato para o ingresso no Cargo de Agente Penitenciário.

A investigação social a respeito da vida pregressa do candidato, será realizada pela Secretaria de Justiça do Estado do Piauí – SEJUS, através de seus Órgãos, poderá contar com a cooperação das Polícias Civis e Militares de outros Estados da Federação e constará ainda, se necessário, de uma pesquisa a ser realizada no bairro onde reside o candidato, nos colégios onde estudou, nos locais onde trabalhou e nos órgãos públicos, de modo que, ao final, possa ser feita a avaliação de sua conduta social.

Materiais gratuitos

Inserir texto sobre os materiais gratuitos e links para os materiais disponíveis. Importante! Não colocar link para os treinamentos intensivos e maratonas.

Resumo do Concurso Polícia Penal PI:

Concurso

Polícia Penal PI

Banca organizadora a definir
Cargos polícia penal (antigo agente penitenciário)
Escolaridade a definir
Carreiras policiais
Lotação a definir
Número de vagas a definir
Remuneração Bruta: R$ 5.966,14
Situação previsto
Link do edital Clique AQUI para fazer o download do edital

Thais Souza
Equipe de Comunicação do Gran Cursos Online


Fonte: Google News

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!