fbpx

Concursos da área financeira para ficar de olho em 2020 e 2021

Os concursos da área financeira são sempre muito esperados por candidatos de todo o país. Além de grande oferta de vagas, estes certames costumam ofertar boa remuneração e benefícios.

O atual momento financeiro do país impede a recomposição imediata de servidores para todos os órgãos e/ou instituições do funcionalismo público, motivo pelo qual algumas áreas têm sido contempladas com maior frequência pelo atual governo, como a dos concursos da área policial.

Há, no entanto, algumas oportunidades ‘escondidas’ que ainda podem surpreender entre 2020 e 2021, por terem solicitado novo concurso e que aguardam análise por parte do Ministério da Economia.

Para você que deseja ingressar na financeira, o Estratégia Concursos separou seis oportunidades para você não perder de vista. Confira a seguir:

O novo concurso da instituição está em fase final de análise, segundo informações de sua Assessoria de Imprensa.

Estão previstas 120 vagas para a área de Tecnologia da Informação. A ideia do Banco do Brasil é tornar a área de tecnologia cada vez mais mais competitiva em relação aos bancos concorrentes que cada vez mais apostam em operações on-line de seus negócios. As oportunidades ofertadas pelo certame serão, pela primeira vez, para trabalho em regime home office.

Recentemente, André Brandão foi escolhido como novo presidente da instituição. A posição de Brandão sobre o concurso, até o momento, é desconhecida.

O concurso BASA (Banco da Amazônia), que já tem BANCA definida, deve ter um novo edital publicado até o fim de 2020.

O novo certame será organizado pela Fundação Cesgranrio, com previsão de cinco (5) vagas mais oportunidades para cadastro reserva para o cargo de Técnico Científico, de nível superior.

Anteriormente, o Coordenador de Planejamento de Pessoas, Pablo Nahmias, havia confirmado que os aprovados na área de Tecnologia da Informação ocupariam o cargo de nível superior de Técnico Científico. “Serão ofertadas cinco vagas para preenchimento imediato, além de cadastro de reserva”.

O concurso para Técnico Bancário, porém, só deve ocorrer em 2021. De acordo com o coordenador de Planejamento de Pessoas, Pablo Nahmias, somente após a conclusão dos estudos é que serão revelados os detalhes.

O tão aguardada autonomia do Banco Central do Brasil poderá se consolidar ainda em 2020, segundo Roberto Campos Neto, presidente do BACEN.

A autonomia é aguardada por milhares de concurseiros de todo o país, já que trará mais liberdade ao órgão para planejar e executar seu orçamento. Por não depender mais de aval do Ministério da Economia, a recomposição do quadro de servidores ativos do BACEN será facilitada.

O Banco Central do Brasil revelou que protocolou um novo pedido de concurso com 260 vagas, contemplando 200 vagas para o cargo de Analista, 30 para Técnico e 30 para Procurador do Banco Central.

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) encaminhou um novo pedido de concurso público com 115 vagas, distribuídas da seguinte maneira:

  • 21 vagas para o cargo de Inspetor
  • 45 vagas para o cargo de Analista
  • 49 vagas para o cargo de Agente Executivo

A CVM já havia protocolado um pedido de certame em 2018, mas a solicitação foi indeferida pelo então Ministério do Planejamento, em virtude da falta de disponibilidade orçamentária. Em 2019, o órgão também solicitou ao Ministério da Economia 155 vagas, mas sequer obteve resposta da pasta do ministro Paulo Guedes.

Segundo informações da Comissão de Valores Mobiliários, o órgão acumula 165 cargos efetivos vagos.

A Susep, órgão responsável pelo controle e fiscalização dos mercados de seguro, previdência privada aberta, capitalização e resseguro, protocolou novo pedido de concurso público com 296 oportunidades para cargos de níveis médio e superior.

Anteriormente, a autarquia já havia protocolado, em 2013, ao então Ministério do Planejamento, um concurso com 55 vagas para Analista e Agente, cargos que exigem formação de níveis superior e médio, respectivamente. O pedido, contudo, acabou não sendo encaminhado ao então Ministério da Fazenda.

A autarquia depende do novo concurso para suprir a saída de servidores que se aposentaram, além de fazer frente às aposentadorias que estão por vir.

A Secretaria do Tesouro Nacional (concurso STN) solicitou ao Ministério da Economia um novo concurso para Auditor com 120 vagas. A confirmação foi obtida junto à assessoria de imprensa do órgão.

Para iniciar a tramitação, contudo, o concurso aguarda o aval do Ministério da Economia, do ministro Paulo Guedes.

Anteriormente, em 2019, o órgão já havia solicitado novo concurso com 170 vagas, sendo 110 para o cargo de Técnico Federal de Finanças e Controle e 60 para Auditor Federal de Finanças e Controle (antigo cargo de Analista).  

No ano de 2019, dos 1.500 cargos de Auditor lotados no Tesouro Nacional, 639 estavam vagos. O déficit de Técnicos é ainda maior: dos 1.000 cargos existentes, 893 encontravam-se vagos, o que demonstra a necessidade do novo concurso.

Gostou das oportunidades? E para conhecer ainda mais concursos da área financeira que podem pintar entre 2020 e 2021, assista a essa super transmissão dos professores Carlos Roberto e Celso Natale:

Sistema de Questões

Estratégia Questões nasceu maior do que todos os concorrentes, com mais questões cadastradas e mais soluções por professores. Clique no link e aproveite os descontos e bônus imperdíveis!

ASSINE AGORA – Sistema de Questões

Assinatura Anual Ilimitada*

Prepare-se com o melhor material e com quem mais aprova em Concursos Públicos em todo o país. Assine agora a nossa Assinatura Anual e tenha acesso ilimitado* a todos os nossos cursos.

ASSINE AGORA – Assinatura Ilimitada

Conheça mais concursos previstos da área financeira:

CONCURSOS ABERTOS

CONCURSOS 2020

Concursos 2021

Diogo Mendes
Ascom Estratégia
[email protected]

Tesouro Nacional

Fonte: Google News

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais