fbpx

Concursos PF e PRF: como estudar Portugu…

Com as provas dos concursos PF e PRF se aproximando, muitos candidatos podem estar aproveitando essa reta final para intensificar os estudos.

Mas, uma boa preparação pode envolver diversos fatores, inclusive conhecer bem a banca responsável pela aplicação das provas. 

Considerado um pesadelo na vida de alguns futuros servidores, o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) usa o método de correção no qual um erro anula um acerto. 

Tendo isso em mente, Folha Dirigida conversou com a professora de Língua Portuguesa da Folha Cursos, Priscila Ferrarotto, que falou um pouco sobre a banca e deu dicas de estudo. 

Tenha uma preparação focada e sem enrolação para os concursos PF e PRF com a Folha Cursos! >> Quero começar agora <<

 

Concursos PF e PRF têm provas agendadas para março (Foto: Divulgação)
Concursos PF e PRF terão provas em março
(Foto: Divulgação)

Uma mesma questão pode explorar diversos assuntos

De acordo com a professora Priscila Ferrarotto, é difícil afirmar quantos assuntos de Língua Portuguesa caíram nas questões das últimas provas para a PF e PRF.

Mas por que isso? Normalmente, o Cebraspe faz afirmações sobre passagens do texto, ou propõe reescritas de alguns fragmentos. Em geral, uma mesma questão pode explorar muitos tópicos teóricos. 

Por exemplo: há um item em que propõe a reescrita da passagem de um texto. Nessa reescrita foram exploradas regência, crase e concordância. Fora isso, há o sentido do texto, que pode incluir o emprego de sinônimos.

“Como todas as questões, são baseadas em texto, mesmo as questões mais gramaticais, eu posso dizer, de certa forma, que texto, leitura, entendimento, ou interpretação de texto, acabam sendo explorados em, praticamente, tudo“, diz Priscila.

Resolver questões anteriores é importante na preparação

O ideal para treinar cada assunto é resolver exercícios. Pode ser por meio de provas anteriores da banca, não necessariamente para o cargo que você deseja, mas essa é uma dica importante para a preparação.

“Eu vejo muitos alunos preocupados em resolver a última ou as últimas provas que foram aplicadas para aquela instituição, aquele cargo específico. É claro que é conveniente conhecer e refazer essas provas, mas não necessariamente a pessoa  precisa se prender a isso, pelo menos não na parte de Língua Portuguesa.

Segundo a professora, também é um bom que o candidato pegue questões mais recentes da banca, seja para outras instituições, outros órgãos públicos ou para outros cargos. Veja abaixo algumas dicas:

 1 • Faça a comparação entre editais

É interessante procurar o edital das provas passadas e fazer a comparação com o edital deste ano. Na parte de Língua Portuguesa, será possível perceber que, ou o edital é idêntico ao atual, ou ele é muito parecido.

Isso porque, em Português, não costuma haver muita mudança de uma prova para a outra, quanto ao conteúdo programático cobrado. Vai ter questão de concordância, questão de crase, pontuação e entendimento de texto.

Esse conteúdo é realmente comum a todas as provas, independentemente do cargo ou do órgão.

Estude para os concursos da PF e PRF com a Folha Cursos. Videoaulas, questões e muito mais!
>> Quero estudar agora <<

 2 • Editais mais atuais já cobram redação oficial

A vantagem de serem resolvidas questões mais recentes, é que a pessoa pode perceber, por exemplo, como a banca está explorando redação oficial.

“Eu cheguei a encontrar algumas provas que não foram feitas para cargos da polícia, em que havia questões de redação oficial. Questões que a pessoa não vai encontrar, por exemplo, na prova de 2018, porque a redação oficial está, agora, apresentada numa nova versão“, completou Priscila.

A última edição do manual foi publicada no final de 2018, quando o edital já estava publicado. Na última prova da PRF, por exemplo, não existe uma questão de redação oficial se quer.

Mas, é preciso tomar cuidado com as questões de redação oficial anteriores a 2018. Pode ser que aquilo que estava correto naquela ocasião, hoje, esteja errado, levando em conta as alterações do manual de redação da presidência.

Essas alterações não aconteceram em todo o manual, houve coisa que se manteve, mas há muitas novidades. A tendência é que a banca acabe explorando as novidades, justamente para eliminar candidato que está se preparando com o material desatualizado.

 3 • Leia com atenção, e tome cuidado com a afirmação feita no item

Na disciplina de Língua Portuguesa, o Cebraspe costuma trabalhar questões que vão exigir muita atenção do candidato, porque são muitos aspectos a serem observados.

“É preciso tomar cuidado e entender bem a diferença entre sentido, correção e coerência, porque há item que pede para analisar o sentido; há item que pede para analisar só a correção, ou só a coerência, ou mais de um desses quesitos. As pessoas costumam confundir, às vezes, sentido, correção, coerência.”

Então, para se fazer o julgamento correto, se o item está certo ou errado, é preciso considerar o que se afirma. Por isso, ler com muita atenção é muito importante.

4 • Cebraspe costuma passear por todo o conteúdo programático

Geralmente, o Cebraspe costuma passear por todo conteúdo programático. Mas, isso não significa, é lógico, que vá cair muito de cada tópico.

“Às vezes vai aparecer crase, mas isso significa que eles vão cobrar muita coisa de crase? Não, às vezes eles vão cobrar em um item. Mas, a pessoa precisa se preparar, estudando todos esses tópicos. Precisam ter um conhecimento geral dessa matéria.”

Concursos aplicam provas em março

Quem deseja garantir uma vaga nos concurso da PF ou PRF deve ficar atento ao cronograma! As inscrições para a PF foram encerradas no dia 11 (depois de prorrogadas) e as da PRF dia 12. 

+ Concurso PF 2021: após inscrições, veja quais são os próximos passos

A prova da PF está marcada para 21 de março, enquanto a prova da PRF para 28 de março.

Confira a preparação da Folha Cursos já disponível para a PF!

Por cargo

Por carreira

Curso para o concurso PRF 2021

folha cursos

Fonte: Google News

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais