fbpx

Concursos Públicos: Saiba o que é analisado na fase de investigação social

Diversos concursos públicos especificam no edital uma fase de investigação social. Contudo, muitos concurseiros não sabem no que consiste essa fase do processo seletivo.

A fase de investigação social pode estar presente em muitos concursos, mas costuma aparecer principalmente nos concursos voltados para cargos na área de Segurança Pública, como os para funções na Polícia Militar ou Civil ou para agente penitenciário, por exemplo.

Apesar desta fase não ter caráter classificatório, nem interferir na nota do candidato, o candidato pode ser reprovado na fase durante a investigação social se esta comprovar má conduta.

O que é analisado na Investigação Social

Esta fase consiste resumidamente numa forma de analisar a conduta social e profissional do candidato.

Assim, o candidato deve preencher um formulário, no qual deverá fornecer informações verídicas sobre sua carreira profissional que virão a ser verificadas pela equipe do concurso.

Você Pode Gostar Também:

De modo geral, as informações analisadas são:

  • Pessoais: são conferidos documentos como CPF, RG, endereço de e-mail etc;
  • Residenciais: são verificados os endereços residenciais nos quais o candidato já morou, bem como as pessoas e familiares com as quais residiu;
  • Sócio familiares: serão observadas informações de parentesco, assim, o candidato deverá fornecer dados sobre seus parentes de primeiro grau, como pais e irmãos;
  • De cunho pessoal: será analisado o comportamento pessoal do candidato, como por exemplo, se ele fuma, bebe, possui tatuagens etc;
  • Judiciais e policiais: será observado se o candidato está incluso em algum processo judicial seja como réu, indiciado, testemunha, vítima ou mesmo como autor;
  • Profissionais: serão cobradas informações sobre os empregos anteriores do candidato;
  • Escolares: serão analisados os locais onde o candidato estudou (ensinos fundamental, médio, técnico, superior e pós-graduação);
  • Econômicas: serão observadas informações sobre possíveis problemas financeiros, como, por exemplo, o registo em algum cadastro negativo.

Além da verificação de antecedentes criminais, a vida particular dos candidatos também pode ser analisada pela banca por meio das suas redes sociais, por exemplo. Nesse sentido, o concurseiro precisa até ter cuidado com o conteúdo que veicula em suas redes sociais.

Para não ser pego de surpresa e se preparar para esta fase o ideal é ler cuidadosamente o edital e verificar se o seu concurso terá investigação social.

Gostou deste texto? Então deixe seu comentário!

Confira algumas opções de cursos preparatórios aqui.
Veja também Concursos Públicos: Leia o edital estrategicamente.

Concursos Públicos: Saiba o que estudar para concursos de nível fundamental

Fonte: Google News

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!