fbpx

Confira! – COMO FUI APROVADA PARA  O CARGO DE ADVOGADO DA UNIÃO EM 1 ANO E SEIS MESES

CINCO DE ABRIL…

Era um dia comum e poderia ter ficado assim, como qualquer outro…

Mas, nesse dia, 5 de abril, era o aniversário do meu marido e recebi um telefonema dele. Ao invés de lhe dar parabéns, eu é quem recebi os parabéns! Ele estava me contando a melhor notícia da minha vida: acabara de sair a edição do diário oficial e meu nome estava na lista de aprovados para o cargo de Advogado da União!

Foi o dia mais feliz da minha vida!

A única coisa que consegui fazer era chorar! Mas, de felicidade!

Nesse dia, vi que tudo tinha valido a pena! Todo o meu esforço, todas as horas de estudo, toda a determinação, todos os métodos que criei para estudar, valeram a pena!!…

Do dia em que comecei meus estudos, até o dia da prova do concurso de Advogado da União, passaram-se exatos 1 ano e seis meses. Nesse intervalo de tempo, além do cargo de Advogado da União, fui aprovada para os cargos de Procurador do Estado de Sergipe, Analista do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, Analista do Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região, Analista do MPU e Técnico Judiciário do TJPE. Além disso, no exame da OAB, fui aprovada com nota 10, na segunda fase. Antes de me tornar Advogada da União, dentre esses, fui nomeada e exerci os cargos de Técnico do TJPE e de Analista do TRF5.

Mas, como foi que isso aconteceu em minha vida?

Antes, porém, preciso explicar que muita gente estuda sem saber direito como estudar. Ou seja, tem muitos erros que as pessoas comentem e pelos quais muita gente não consegue passar em concurso:

– há pessoas que não sabem que concurso querem, portanto não têm clareza;

–  há pessoas que sabem que concurso querem, mas não sabem como estudar, como fazer para chegar lá;

– -E ainda há as que sabem o que querem,  ou seja, qual cargo sonham, têm clareza, sabem como têm que fazer e ainda assim não fazem, não executam, não saem da sua preguiça, da sua zona de conforto e continuam a procrastinar;

-E há ainda as que sabem o que querem, agem, mas não sabem ao certo os passos que tem que dar e a direção correta para o seu sucesso.

Você não precisa ficar dando cabeçada, nem andar em círculos e perder um tempão. Óbvio que para passar em concurso você tem que ESTUDAR e estudar MUITO! Mas você tem que FAZER DO JEITO CERTO! Logo, você pode acelerar seus estudos e é muito importante que faça do jeito certo! Isso mesmo, existem técnicas de estudo para isso!

Então, comecei a desenvolver as técnicas corretas para alcançar essa vitória.

Ainda estava no último período da faculdade e aquela dúvida que paira na cabeça de muitos: o que vou ser quando me formar?

Aí foi publicado o edital do Procurador do Estado de Pernambuco. O primeiro concurso que prestei. Estudei feito louca e, em dois meses, fui aprovada na primeira fase e fiquei na segunda fase por décimos… Foi uma baita frustração! Mas, ao mesmo tempo, tirei muitas lições desse “quase passei”… E, sobretudo, na trajetória que se seguia, aprendi muito.

A primeira coisa é que, para passar, você tem que ser um estrategista! Se tem uma palavra que define muito bem o concurso é ESTRATÉGIA!

A partir daí, comecei a traçar minhas estratégias, umas consciente, outras, intuitivamente.

Quando a gente pega o táxi, qual a primeira coisa que falamos ao motorista?

“Moço, por favor, leve- me a tal lugar”, não é isso?

Logo, nesse caminho para aprovação em concursos, a primeira e mais importante das estratégias é saber onde se quer chegar. E eu sabia! Queria ser procuradora, hoje, a tão falada advocacia pública.

Esse foi meu primeiro acerto, pois em nada adianta ser concurseiro esponja ou franco atirador de concursos. Você pode até fazer outros concursos, desde que foque seus objetivos e ações para o seu fim, o cargo que você escolheu, porque as estratégias de estudo para cada cargo e área são diferentes.

A outra coisa que aprendi é que na preparação para concursos, você tem dois pilares, o acúmulo de conhecimento e o fortalecimento emocional.

Quanto aos estudos, fiz o dever de casa certinho. A fórmula: doutrina + lei seca + questões + jurisprudência. Não tem outro jeito se você quer passar num bom concurso jurídico. Claro, tudo na dose certa para cada um desses fundamentos. Daí, mais uma vez a importância de se saber qual o cargo…

O segundo pilar foi o fortalecimento emocional. Não se iluda! Para passar num concurso, você tem que estar motivado, fortalecido e alimentar uma crença inabalável de que vai conseguir.

Levei um tempo para aprender isso. Desenvolvi competências e habilidades nessa caminhada, dentre as quais cito, força de vontade, disciplina, perseverança e obstinação.

Isso me fez estudar disciplinada e obstinadamente todos os dias por 10 a 12 horas, exceto aos domingos, porque eu entendi que a mente precisava de descanso. Como eu não trabalhava e estudava todos os dias, era possível essa pausa.

Eu tinha a certeza de que iria ser procuradora, era uma certeza que brotava de dentro. Nem sei explicar direito.

Mas faltava um pouco de confiança em mim. Tive que aprender a duras penas. Mas consegui! Fé e certeza absoluta foram atributos indispensáveis! Quando você entra nesse jogo de concurso, é matar ou morrer, sabe?.

Por isso, a força interior teve que ser trabalhada, junto com a força de vontade. Descobri que havia coisas em mim que eu desconhecia. Descobri uma força extraordinária capaz de me levar aonde eu quisesse! Descobri que era capaz!

Assim, foi fundamental desenvolver estratégias mentais para vencer o nosso maior inimigo: nós mesmos! Foi preciso então aprender a blindar a mente.

Intuitivamente passei a escrever muito numa folha de papel, “eu sou procuradora, eu sou procuradora”. Escrevia folha inteira  e mentalizava no cargo, exercendo-o. Escrevia também tudo o que queria adquirir ou ter acesso, com a conquista do meu cargo público. Como eu queria casar, eu escrevia que queria comprar um apartamento. Mas escrevia também a lista de desejos: viagens, roupas, cursos etc. Interessante que hoje a física quântica e a ciência vem explicar cientificamente e referendar tudo isso como verdades que realmente funcionam.

Oura coisa que tive que aprender foi a ter paciência. É uma caminhada e não adianta colocar todas as fichas no próximo concurso. A cada concurso, você se prepara para o concurso que será o seu, seja porque o conteúdo que você estuda, vai crescendo e isso requer tempo, já que não é possível aprender tudo de uma vez. Seja ainda porque fazendo provas de concursos, você aprende muito.

Mas, fundamentalmente, aprendi que não poderia ir para uma prova de concurso achando que tinha que ser aquele de todo jeito. Aprendi que tinha que ir para a prova, sabendo que era possível passar naquele e que, se não fosse aquele, seria o que estava guardado para mim. Isso fez toda a diferença e aliviou muito estresse e ansiedade, o que fez as coisas fluírem. Isto porque ansiedade bloqueia conhecimento.

Aí eu percebi que estava no caminho certo e comecei a aplicar as técnicas que eu desenvolvi…   Os resultados começaram a aparecer e eu colhi os frutos disso, sendo aprovada em diversos concursos, como falei acima.

Um dia decidi que queria ajudar pessoas a realizar esse sonho do seu emprego público tão almejado!

Hoje, ajudo pessoas a aumentar sua competitividade e eficiência para conquistar a aprovação no cargo público através do coaching e do mentoring para concursos aqui no Estratégia Concursos.

Vamos comigo?

Um forte abraço! E muito sucesso nessa trajetória!

 

Renata Queiroga

Advogada da União

Coach para concursos no Estratégia

 

 

Crédito:

Estratégia Concursos

Baixe o conteúdo completo!

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!