fbpx

Conheça as maneiras de utilizar a internet a seu favor na hora de estudar em casa | Guia do Estudante

Não é de hoje que a internet é uma aliada dos estudantes, mas, atualmente, com as medidas de isolamento social, ela se tornou essencial para o ensino a distância e para as pesquisas. Muitas são as maneiras para utilizar esse meio a favor do estudante, há a possibilidade de assistir vídeos-aulas, baixar livros gratuitamente, formar grupos de estudos e até mesmo esclarecer dúvidas com os professores. Porém, com o computador, o celular ou o tablet sempre à mão é preciso que o estudante defina limites para o uso das redes sociais e não desvie a atenção do seu foco, que é o estudo.

Use as redes sociais com moderação

É possível usar o WhatsApp para criar grupos de estudos e compartilhar dúvidas e aprendizados. Porém, o professor de informática para concursos públicos, Fabio Sell Rosar, explica que as redes sociais devem ser utilizadas com moderação pelos estudantes.

— O bombardeio de informações em redes sociais e grupos de Whatsapp e Telegram pode não ser muito saudável — acrescenta.

Fábio, que atualmente é servidor público federal, lembra que na época que estudava para concursos chegou a deixar o celular em outro cômodo da casa nos horários de estudo para evitar as distrações.

— Eu tinha que deixar meu celular em um cômodo distinto de onde eu estudava pois eu procrastinava muito em redes sociais — relembra.

2 de 3 Há maneiras de utilizar a internet a seu favor na hora de estudar em casa — Foto: Freepik

Há maneiras de utilizar a internet a seu favor na hora de estudar em casa — Foto: Freepik

Além disso, segundo o professor de Administração e Técnicas de Estudos, Silmar Neckel, os alunos que ficam muito focados nas redes sociais podem ter uma percepção idealizada sobre a vida, o que pode gerar frustração e ser um fator negativo para os estudos.

— Vida real pode ser chata e cheia de altos e baixos. Todos temos uma série de problemas e é normal acordar algum dia menos empolgado, menos motivado. Tudo bem, afinal não existem super-heróis, além daqueles dos quadrinhos e dos cinemas. Somo humanos e como tal temos nossas fraqueza. O que precisamos fazer é conhecê-las, aceitá-las e aprender a lidar com cada uma delas — destaca Silmar.

Siga perfis no Instagram de professores e instituições de ensino

No Instagram existem diversos perfis voltados para quem está em busca de aprendizagem. O estudante pode segui-los e tirar dúvidas sobre várias disciplinas, bem como conseguir dicas dos assuntos mais cobrados nas provas.

O professor Fábio recomenda que os estudantes procurem os chamados perfis “studygram” (#studygram), que são perfis voltados para os estudantes. Neles é possível ter acesso a novos formatos de estudos e até dicas de papelaria e iluminação, por exemplo.

— Importantíssimo: não siga tudo o que todos falam, encaixe as informações no seu perfil. A ideia é ajudar e não amontoar informações. O planejamento de estudos ainda é a melhor ferramenta e seguir as matérias de um edital ou de um curso é fundamental — pondera Fábio.

No Youtube há diversos conteúdos de qualidade para os estudantes

O YouTube é repleto de canais educativos de professores que se propõem a explicar conteúdos como inglês, matemática, português, dicas de redação para o Enem, entre outros. A dica é procurar os professores que o estudante já conhece pessoalmente ou que já teve acesso por meio de materiais didáticos.

O professor Fábio, por exemplo, tem seu canal no Youtube e conta que preza por postar conteúdos de qualidade e que contribuam de fato para a formação do aluno.

— No início muitos alunos me questionaram o motivo de ainda não ter canal no Youtube, mas eu só criei um quando me senti preparado para passar informação de qualidade, clara e rápida para os alunos — destaca Fábio.

3 de 3 É interessante que, no seu planejamento de estudos, o estudante separe um momento para navegar pelos canais de comunicação — Foto: Freepik

É interessante que, no seu planejamento de estudos, o estudante separe um momento para navegar pelos canais de comunicação — Foto: Freepik

Por isso, é interessante que, no seu planejamento de estudos, o estudante separe um momento para navegar pelos canais de comunicação (Instagram, Youtube, etc.) e consumir esse conteúdo postados pelos professores.

— Aos poucos o próprio estudante vai percebendo quais os melhores canais de conteúdo gratuitos. Na minha percepção, as redes sociais (incluindo Youtube) são ótimas ferramentas para se atualizar, principalmente na minha matéria (informática) que sempre há inovações — acrescenta Fábio.

Use dos aplicativos voltados para os estudo

Os aplicativos servem para facilitar nossas vidas em muitos aspectos e no momento de estudar não é diferente. Instalados nos celulares ou nos tabletes, eles acompanham os alunos em todos os lugares e são uma boa opção para passar o tempo.

O aplicativo Duolingo, por exemplo, traz uma série de atividades interativas para o aluno aprender línguas estrangeiras. Já o Mathboard é ideal para quem quer aprender sobre matemática. Para quem tem dificuldade em escrever redações, o aplicativo Manual da Redação é uma boa opção.

Além disso, há aplicativos que servem de ferramentas para o estudante administrar melhor o seu tempo e planejar os estudos. O Freedom, por exemplo, bloqueia redes sociais e aplicativos por um tempo pré-determinado para que o estudante mantenha o foco.

O aplicativo Pomodoro Timer auxilia o estudante a dividir seu tempo entre estudo e descanso. Já o Trello é um aplicativo de gestão de projetos baseado na metodologia do Kanban. Com ele, o estudante pode organizar sua rotina de estudos e se planejar mais facilmente.

Até mesmo os livros, velhos conhecidos dos estudantes, podem ser encontrados no meio digital. O site Domínio Público, por exemplo, é uma biblioteca virtual criada pelo Ministério da Educação, que conta com obras literárias, artísticas e acadêmicas. São mais de 180 mil títulos em diversas mídias que estão disponíveis para baixar gratuitamente. Além disso, outras instituições de ensino públicas e privadas também disponibilizam bibliotecas na internet que podem ser achadas facilmente pelos estudantes nos sites de busca.

Fonte: Google News

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!