fbpx

conscientização sobre o valor da vida

Conscientizar e prevenir são iniciativas que mudam vidas. O Setembro Amarelo acontece durante o nono mês do ano e marca a importância do combate ao suicídio. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), todos os anos cerca de 800 mil pessoas cometem suicídio. No mundo, esta é a segunda maior causa de morte entre pessoas de 15 a 29 anos. Ainda que, de acordo com a OMS, mundialmente os casos tenham reduzido em quase 10% entre 2010 e 2016 (último ano da pesquisa), no Brasil é diferente: as taxas aumentaram 7% nesse mesmo intervalo de tempo.  

Mesmo que ações governamentais sejam tomadas no Brasil, como a instauração da Portaria nº 1.876 de agosto de 2006 pelo Ministério da Saúde, o primeiro Congresso Brasileiro de Prevenção ao Suicídio aconteceu somente em 2016, e os dados ainda mostram uma realidade negativa.

Precariedade dos indicadores pelo mundo

Conforme o site da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) afirma, a OMS relata precariedade no fornecimento de dados para se produzir as estimativas de 2016. Somente 80 dos 183 Estados Membros da Organização possuíam dados vitais de registro qualificados. A ocorrência desses casos de falta de informação se deu majoritariamente em países de baixa e média renda, de acordo com o site da OPAS.

Conscientizar e prevenir

A campanha Setembro Amarelo foi iniciada no Brasil em 2015, com a proposta de conscientizar sobre a prevenção ao suicídio. A iniciativa uniu o Centro de Valorização à Vida (CVV), Conselho Federal Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). O mês foi escolhido pois nele está o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio (10 de setembro).

Em semelhante linha de conscientização, a Instituição de Ensino Superior (IES) União de Goyazes, referência em saúde dentre as IES do Centro-Oeste, promove ações ao longo de setembro. Especialistas da Instituição ressaltam a importância de mensagens esclarecedoras e positivas para a comunidade, pois existem casos em que as pessoas com quadros psicológicos críticos não sabem onde procurar ajuda, como por exemplo no Centro de Valorização à Vida (CVV), que oferece atendimento profissional 24 horas por dia.

Valorizando a vida

No dia 10 de setembro, a União de Goyazes realizou palestra com o objetivo de levar uma mensagem de valorização das vidas. O Vice-diretor de Inovação Thiago Rocha afirma que a inovação social é um norte nas ações da IES. “Nosso foco é conscientizar as pessoas de que vale a pena viver. Muito se fala sobre suicídio, mas este ano nosso objetivo é diferente: destacar o valor que cada um de nós tem”, disse. “Entender essa situação é importante e reconhecer a condição em que estamos, essencial. Nós da União de Goyazes queremos deixar isso claro: todos são especiais e merecem atenção”, concluiu o Vice-Diretor. 

Website:

https://www.instagram.com/p/B2OlGxejBUS/?igshid=1v489b6yy3a7q

DINO
Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

  • separator

Fonte: PORTAL TERRA – NOTÍCIAS

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!