Crusaders garantem final do Super Rugby em casa

Foto; Super Rugby

ARTIGO COM VÍDEO – O sonho argentino de receber a final do Super Rugby acabou na manhã de sábado, com os Crusaders derrotando os Hurricanes na semifinal neozelandesa para se garantirem pela terceira vez na grande final. O maior campeão da liga venceu o rival por dramáticos 30 x 26 e segue buscando seu décimo título – o terceiro consecutivo. A grande final será entre Crusaders e Jaguares no próximo sábado.

A batalha entre os times recheados de All Blacks começou melhor para os donos da casa, com Mo’unga chutando o primeiro penal e, aos 12′, Ryan Crotty desferindo chute brilhante para a ponta, após disputa aérea, servindo Sevu Reece para o primeiro try do jogo.

Os Hurricanes ainda tentaram a resposta imediata com Jordie Barrett chutando na trave penal do meio campo. Quem não faz, leva, e Mo’unga chutou o segundo penal com sucesso – que faria diferença ao final. Mas os ‘Canes aproveitaram uma força ruim dos Crusaders na zona de tackle para crescerem no fim do primeiro tempo e marcarem precioso try com Laumape, quebrando a defesa rubronegra no contato.

E o segundo tempo começou perfeito para os Hurricanes, que encostaram de vez no placar com Ben Lam recebendo belo offload de Perenara para marcar o segundo try, deixando o duelo em ‘Saders 13 x 12. Porém, durou pouco, com Mo’unga chutando, Marshall errando na recepção e Reece disparando para servir Mo’unga para novo try dos ‘Saders, abrindo 20 x 12.

– Continua depois da publicidade –

O jogo seguiu lá e cá e, aos 51’, os ‘Saders erraram na troca de passes e Laumape roubou a bola para cravar o try que devolveu a distância a 1 ponto, 20 x 19. Mas, aos 57’, a linha dos Crusaders foi brilhante, com Sevu Reece recebendo lindo passe longo para disparar para o try dos donos da casa. E, de novo, a resposta não tardou, com TJ Perenara aplicando dummy desconcertante para marcar o quarto try dos ‘Canes, deixando o placar em ‘Saders 27 x 26′ Canes, aos 62’.

Aos 73′, Mo’unga não desperdiçou penal para abrir 4 pontos de frente para os donos da casa, em momento crucial de indisciplina dos ‘Canes. Houve ainda pressão dos visitantes no fim em busca do try, mas os Crusaders defenderam com sucesso a frente e selaram a épica vitória – mas com reclamação dos Hurricanes sobre a arbitragem nos instantes derradeiros.

Super Rugby 2019

Semifinais

crusaders copy30versus copiar26

Crusaders (Nova Zelândia) 30 x 26 Hurricanes (Nova Zelândia), em Christchurch

Árbitro: Nic Berry (Austrália)

Crusaders

Tries: Reece (2) e Mo’unga

Conversões: Mo’unga (3)

Penais: Mo’unga (3)

15 David Havili, 14 Sevu Reece, 13 Jack Goodhue, 12 Ryan Crotty, 11 George Bridge, 10 Richie Mo’unga, 9 Bryn Hall, 8 Kieran Read, 7 Matt Todd, 6 Whetu Douglas, 5 Samuel Whitelock (c), 4 Scott Barrett, 3 Owen Franks, 2 Codie Taylor, 1 Joe Moody;

Suplentes: 16 Andrew Makalio, 17 George Bower, 18 Michael Alaalatoa, 19 Luke Romano, 20 Jordan Taufua, 21 Mitchell Drummond, 22 Mitchell Hunt, 23 Braydon Ennor;

Hurricanes

Tries: Laumape (2), Lam e Perenara

Conversões: B Barrett (3)

15 Jordie Barrett, 14 Salesi Rayasi, 13 Peter Umaga-Jensen, 12 Ngani Laumape, 11 Ben Lam, 10 Beauden Barrett, 9 TJ Perenara, 8 Gareth Evans, 7 Ardie Savea, 6 Reed Prinsep, 5 Isaia Walker-Leawere, 4 James Blackwell, 3 Jeff To’omaga-Allen, 2 Dane Coles (c), 1 Toby Smith;

Suplentes: 16 Asafo Aumua, 17 Xavier Numia, 18 Ben May, 19 Kane Le’aupepe, 20 Vaea Fifita, 21 Richard Judd, 22 James Marshall, 23 Jonah Lowe;

Fonte: R7

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: