Cuba acusa EUA de “fabricar incidente” envolvendo diplomatas

Os EUA acusam Cuba de ter produzido um ataque contra três diplomatas da embaixada americana em Havana

Por
AFP

access_time

26 jul 2018, 09h46

Cuba acusou nesta quarta-feira os Estados Unidos de tentarem “fabricar um incidente” bilateral com a “manipulação política” de supostos “ataques” contra seus diplomatas em Havana, após analisar o tema com três funcionários americanos.

“É evidente que o governo dos Estados Unidos, em particular o departamento de Estado, tem agido com falta de transparência, parece que oculta algo e que, atendendo a determinados setores nos Estados Unidos, está tratando de fabricar um incidente sobre a base da manipulação política” deste tema, declarou à TV cubana o diretor-geral da chancelaria em Havana, Carlos Fernández de Cossío.

O diplomata cubano abordou o tema na terça-feira, em Havana, com o subsecretário interino para Assuntos do Hemisfério Ocidental, Francisco Palmieri, o subsecretário adjunto da Administração, William Todd, e o subsecretário de Segurança Diplomática, Michael Evanoff.

Os três funcionários americanos viajaram à Ilha após o relato, em junho, de dois novos “ataques” contra diplomatas americanos em Havana, o que elevou a 26 o número de afetados nesta delegação, segundo Washington.

Fernández de Cossío destacou que durante o encontro em Cuba “rejeitou a utilização do termo ataque”, porque considera que “implica em difamação, falta de transparência e manipulação política” do tema.

“O governo dos Estados Unidos sabe perfeitamente que Cuba não produziu qualquer ataque” ou “permitiu em seu território nacional qualquer ataque contra diplomatas dos Estados Unidos”.

Segundo o diplomata, Washington “não tem qualquer evidência ou apresentou qualquer evidência de algo que não ocorreu (…) e jamais poderia chegar a uma hipótese conclusiva” sobre os supostos ataques, que teriam afetado 24 diplomatas americanos entre 2016 e 2017.

Os diplomatas americanos e seus familiares sofreram lesões similares às de um traumatismo encefálico, supostamente provocadas por “ataques sônicos” ou “acústicos”.

(function(d){var id=”facebook-jssdk”;if(!d.getElementById(id)){var js=d.createElement(“script”),ref=d.getElementsByTagName(“script”)[0];js.id=id,js.async=true,js.src=”https://connect.facebook.net/en_US/all.js”,ref.parentNode.insertBefore(js,ref)}})(document)

Fonte: Exame

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: