fbpx

Curado da covid-19, Dinho Ouro Preto revela algumas sequelas


Um dos casos mais marcantes de artistas que foram contaminados pelo novo coronavírus foi o de Dinho Ouro Preto, que travou uma luta bastante intensa contra a covid-19.


Durante sua passagem pelo programa Encontro, da TV Globo, o cantor do Capital Inicial revelou estar lidando com algumas sequelas do ocorrido.


“Em um primeiro momento, tive problemas ligados à respiração. Tentei correr e quase tive um troço. Tenho a impressão que a recuperação do pulmão foi um pouco mais demorada do que eu antecipava”, declarou ele.


“Fiquei com problemas nas cordas vocais, tive dificuldade de cantar, cheguei a fazer umas sessões de fono para recuperar a minha voz”, continuou.


“Quanto a minha capacidade atlética, antes eu corria diariamente, eu ainda não voltei à forma de antes. Mas está tudo bem. Eu tive uma versão moderada do vírus”, completou Dinho.


Ainda durante a conversa com a apresentadora Patricia Poeta, o artista comentou sobre já ter sido contaminado e superado a gripe suína, a dengue e uma grave queda no ano de 2009, afirmando também ter se recuperado deu uma infecção generalizada.


“Na lista de coisas que eu peguei… eu caio do palco no dia 31 de outubro e vou parar na UTI. Eles me mandam de volta para o quarto em uma sexta-feira 13. E, no quarto, eu pego infecção generalizada com uma agulha do próprio hospital. Aquilo se desenvolve, se agrava, vira uma septicemia e volto para a UTI. Nas listas do que você falou, faltou a infecção generalizada”, afirmou ele.


Dinho Ouro Preto se livra de vício após Covid-19

Dinho Ouro Preto fica intrigado após exame de coronavírus


Dinho Ouro Preto sobre coronavírus: “Foi horrível”


 


Recentemente, Dinho Ouro Preto participou de uma live nas redes sociais e comentou sobre como preserva seu espírito jovial.


“O rock’n’roll ajuda a dar vigor e deixei meus excessos para trás. Não bebo, nem fumo mais”, disse o cantor de 56 anos.


O vocalista do Capital Inicial já havia contado que atividades físicas também ajudam, apesar de estar com dificuldades.


“Gosto de correr. Fui tentar correr depois da covid e, nossa, foi difícil”, afirmou ele.

(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src = “https://connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.7”;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Fonte: O Fuxico

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!