Curtas – uma seleção do mais importante no Brasil e no mundo

Facebook remove páginas

O Ministério Público Federal de Goiás cobra que o Facebook explique suas razões para deletar 196 páginas e 87 perfis de cunho político da rede social. A empresa tem 48 horas para detalhar as contas removidas e justificar a exclusão de cada uma. Em comunicado divulgado na manhã de hoje, o Facebook afirmou que desativou páginas relacionadas com “uma rede coordenada que se ocultava com o uso de contas falsas no Facebook, e escondia das pessoas a natureza e a origem de seu conteúdo com o propósito de gerar divisão e espalhar desinformação”. De acordo com a rede social, os perfis foram removidos após uma investigação que apontou violações à política de autenticidade da plataforma. A rede social não divulgou, em seu comunicado, os nomes das páginas nem os conteúdos excluídos. Também não cita organizações em seu texto de divulgação. Muitas estão ligadas ao Movimento Brasil Livre (MBL).

Às Sete – um guia rápido para começar seu dia

Leia também estas outras notícias da seção Às Sete e comece o dia bem informado:

Resultados abaixo do esperado

As ações do Facebook sofreram impacto nesta quarta-feira (25), depois que a maior rede social do mundo divulgou um crescimento de usuários abaixo do esperado no primeiro trimestre, desde que foi abalado por uma série de escândalos sobre privacidade de dados.A companhia informou que o lucro subiu 31 por cento no segundo trimestre, para US$ 5,1 bilhões, enquanto a receita subiu 42 por cento, para US$ 13,2 bilhões. As ações caíram 7% após o fim da sessão, com o relatório trimestral muito mais fraco do que o esperado.

Cade aprova venda de águas da Nestlé

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), órgão regulador antitruste do Brasil, aprovou a compra do negócio de águas da Nestlé Waters no país pela Indaiá Minalba, do Grupo Edson Queiroz. A aquisição, de valor não revelado, foi anunciada no final de março. A autoridade regulatória não impôs nenhuma restrição à compra, que envolve as marcas locais São Lourenço e Petrópolis, além das fábricas localizadas nos estados do Rio de Janeiro, de Minas Gerais e São Paulo. A Indaiá Minalba continuará produzindo e distribuindo a marca Nestlé Pureza Vital, a partir de um acordo de licenciamento, e também terá a concessão de distribuição das marcas globais premium Perrier, S. Pellegrino e Acqua Panna.

TRF4 nega afastar Moro

A Oitava Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou nesta quarta-feira, 25, dois recursos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas ações em que ele pedia que o juiz federal Sergio Moro fosse afastado de dois processos contra o petista na Operação Lava Jato. Os advogados de Lula alegavam que Moro é suspeito para julgá-lo porque participou, em maio de 2018, de um evento em Nova York organizado pelo Lide, empresa do ex-prefeito de São Paulo e pré-candidato ao governo paulista João Doria (PSDB).

Um país mais velho

A população do Brasil vai continuar em crescimento até atingir 233,2 milhões de pessoas em 2047. A partir deste ano, entrará em declínio gradual chegando a 228,3 milhões em 2060, conforme expectativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Antes de 2048, 12 estados (Piauí, Bahia, Rio Grande do Sul, Alagoas, Minas Gerais, Paraíba, Rio de Janeiro, Ceará, Pernambuco, Maranhão, Paraná e Rio Grande do Norte) deverão ter redução na sua população. Segundo o IBGE, a principal característica dessas unidades da federação é o saldo migratório negativo. Conforme o estudo, em 2060, um quarto da população (25,5%) terá mais de 65 anos. No total, para cada 100 pessoas com idade de trabalhar, que é a faixa compreendida entre 15 e 64 anos, o país teria 67,2 indivíduos acima desta idade ou abaixo de 15 anos. No nível do Brasil, o índice em 2018, indica que o país tem 43,2 crianças de até 14 anos para cada 100 idosos com 65 anos ou mais. Em 2039, a projeção aponta que o indicador vai passar de 100, o que representará mais pessoas idosas que crianças. O estudo mostra que, em 2029, o Rio Grande do Sul deverá ser o primeiro a ter uma proporção maior de idosos do que de crianças de até 14 anos.

Mea culpa de Ciro

Depois de ser criticado por juristas, o candidato do PDT ao Palácio do Planalto, Ciro Gomes, afirmou que as declarações de que, se eleito, colocaria o Judiciário e o Ministério Público de volta em suas “caixinhas” foram tiradas de contexto para gerar intrigas. Na ocasião dessas declarações, Ciro também afirmou que o ex-presidente Lula “só teria chance de sair da cadeia se a gente assumisse o poder”, conforme mostrou o Estadão. O pedetista disse que essa declaração foi tirada do contexto. “Quando eu disse a gente, eu não quis dizer eu. Quis dizer os democratas, os que têm compromisso com o Estado democrático de direito, com o restabelecimento da autoridade, do império da lei que, no Brasil, parece estar completamente deformada”, afirmou em evento no Pará, nesta quarta, segundo o jornal.

Vida em Marte?

Cientistas descobriram um enorme lago coberto de sal sob gelo na planície polar sul de Marte, um corpo de água que afirmaram ser um possível habitat para vida microbiana. O Instituto Nacional de Astrofísica da Itália utilizou um instrumento de radar numa espaçonave em órbita para detectar um reservatório com cerca de 20 quilômetros de diâmetro, com a forma de um triângulo arredondado e localizado a cerca de 1,5 quilômetro abaixo da superfície do gelo — representa o primeiro corpo estável de água líquida já encontrado em Marte. A detecção foi feita usando dados coletados entre maio de 2012 e dezembro de 2015 por um instrumento a bordo da espaçonave Mars Express, da Agência Espacial Europeia, que transmite pulsos de radar, que penetram na superfície marciana e nas calotas polares. Segundo os pesquisadores, pode levar anos para verificar se algo está realmente vivendo nesse corpo de água que se assemelha a um lago subglacial na Terra, mas que o perfil de radar do local encontrado lembra o dos lagos subglaciais sob lençóis de gelo da Antártida e da Groenlândia.

(function(d){var id=”facebook-jssdk”;if(!d.getElementById(id)){var js=d.createElement(“script”),ref=d.getElementsByTagName(“script”)[0];js.id=id,js.async=true,js.src=”https://connect.facebook.net/en_US/all.js”,ref.parentNode.insertBefore(js,ref)}})(document)

Fonte: Exame

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: