“Datena é a menina mais bonita da praça”, elogia Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro não tem dúvida do potencial eleitoral do jornalista José Luiz Datena, apresentador de programa popular e ligado à área de segurança pública. E, usando sua metáfora preferida – a que faz referência a paquera, namoro, noivado ou casamento – Bolsonaro sugeriu que está de olho no jornalista.

“Datena é a menina mais bonita da praça”, disse o presidente durante a visita que fez à sede do Grupo Estado, nesta quinta-feira, 10. A “praça” à qual o presidente se refere é São Paulo, o maior colégio eleitoral do País.

“Nós vamos conversar com o Datena. Tenho uma simpatia por ele”, completou. Questionado pelo Estado, Datena brincou. “Não me considero nem a menina nem o menino mais bonito da praça. Não sou exatamente o modelo típico de beleza, mas, vindo do Bolsonaro, é realmente interessante”, disse. Segundo Datena, a conversa com Bolsonaro anteontem foi “informal”, na qual ele disse que tem até o ano que vem para pensar em um eventual candidatura.

Na conversa com jornalistas do Grupo Estado, Bolsonaro deu a entender como seria a abordagem ao apresentador. “Tudo pra chegar sem gastar nada. Já dei umas dicas pra ele. Ele queria já arranjar um partido, falei pra ele: ‘Você é a menina mais bonita da praça'”, disse. “Se você quiser se candidatar pra prefeito, você tem que ter… A única sugestão que te dou… Um vice gestor… E você ter poder de veto nos candidatos da legenda pra vereador. Pra picareta não se eleger na tua onda e depois ficar aí… Né? Fazendo aquela politicagem que a gente sabe como é.’ Foi isso que falei pra ele”, afirmou.

Datena nunca concorreu a cargo público, mas seu nome tem surgido nas últimas eleições como potencial “outsider” a entrar para a política. Em seu programa de TV e em entrevistas, Datena tem modulado seu discurso nos últimos anos, sempre que o assunto vem à tona.

Histórico

Em 2012, disse que seria um “péssimo candidato”. Em 2018, fez o gesto mais explícito: “Eu me proponho a ser candidato ao Senado. Agora, se pintar a possibilidade de ser candidato à Presidência da República, talvez eu tente ajudar o meu país. Quero ser candidato para ajudar o povo”, afirmou ele em junho de 2018. Um mês depois, justificou sua desistência. “Achei que não era a hora de participar dessa política do jeito que ela está aí.”

Datena foi filiado ao PT entre 1992 e 2015. Em setembro daquele ano, migrou para o PP na expectativa de se candidatar à Prefeitura de São Paulo no ano seguinte. Em 2018, filiou-se ao DEM, partido do qual saiu neste ano.

Bolsonaro, que nesta semana fez um gesto explícito de que pretende deixar seu partido, o PSL, vê no apresentador uma possibilidade de replicar a fórmula que o levou à Presidência. Para Bolsonaro, o apresentador tem chance. “Ele se elege sendo de qualquer partido, tá entendendo? Sem televisão, sem Fundo Partidário, sem nada. Agora, tem que saber que tem que sempre estar com o couro duro e com gás. Eu tive até facada”, disse.

Estadão

  • separator

Fonte: TERRA

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: