fbpx

Decisões do STF a favor de Lula são prévia para suspeição de Moro

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) tomou duas decisões favoráveis ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que reacendem o debate sobre o pedido de suspeição do ex-ministro Sergio Moro, no processo do triplex do Guarujá.

São elas: a retirada da delação do ex-ministro Antonio Palloci do processo sobre o terreno do Instituto Lula e a recontagem do prazo para alegações finais atrasam a sentença, mas não garantem que o petista se livre de uma nova condenação.

No entanto, os argumentos dos ministros que votaram a favor de Lula atacam frontalmente a imparcialidade de Moro. Segundo Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski, o ex-juiz da operação Lava-Jato agiu politicamente ao incluir a colaboração de Palocci dias antes das eleições de 2018.

Gilmar Mendes, crítico frequente da atuação do ex-ministro na Lava-Jato, deve trazer de volta a julgamento o pedido de vista sobre a suspeição de Moro até novembro, ou seja, antes da aposentadoria do ministro Celso Mello, considerado fiel da balança neste caso.

A avaliação de um grupo mais crítico a Moro é de que o clima estaria mais confortável para uma decisão contra a operação, devido à recente onda de críticas à Lava-Jato e ao movimento de revisão dos métodos dos procuradores, capitaneado pelo próprio PGR, Augusto Aras.

Receba o Barômetro do Poder e tenha acesso exclusivo às expectativas dos principais analistas de risco político do país

Fonte: Infomoney

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!