Deltan Dallagnol processa Gilmar Mendes por danos morais – Política





arrow-options
Rodolfo Buhrer/La Imagem/Fotoarena/Agência O Globo

Deltan foi chamado de “falso herói” por Gilmar Mendes

O procurador do Ministério Público Federal e coordenador da força-tarefa da operação Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol
, abriu um processo contra o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Deltan acusa o ministro de ofendê-lo publicamente e pede uma indenização por danos morais no valor de R$ 59 mil.

Leia também: Defesa de Lula diz que Procuradoria quer “tumultuar” julgamento do petista

Na ação obtida pelo jornal O Estado de S. Paulo
, o procurador usa manifestações de Gilmar Mendes
à imprensa para explicar as ofensas. Em 7 de agosto deste ano, por exemplo, em uma entrevista à Rádio Gaúcha
, o ministro chamou a força-tarefa da Lava Jato
em Curitiba de “organização criminosa, formada por gente muito baixa, muito desqualificada”.

De acordo com jurisprudência estabelecida pelo STF
, o agente público judiciário não tem responsabilidade civil direta por atos ilícitos. Isso significa que caso Gilmar seja condenado quem paga a multa é a União. O procurador, porém, entrou com pedido para que o valor seja coberto pelo ministro. 

Leia também: Conversas entre Moro e Dallagnol na Lava Jato é ‘absolutamente comum’, diz PGR

Segundo apurado pelo Estadão,
se ganhar o processo,  Deltan Dallagnol
do MPF deve destinar os recursos à construção do Hospital oncopediátrico “Erastinho”, que é vinculado ao Hospital Erasto Gaertner, de Curitiba. 

Fonte: Ultimo Segundo – IG

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: